Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

FÁTIMA PROFECIA PÚBLICA

70 mil pessoas aguardavam o milagre

Seria Fátima uma mera “Revelação privada”? Sigamos o Testemunho de teólogos abalizados, iniciando com Dom Antônio de Castro Mayer em 1988:

Pio XII foi chamado papa de Fátima porque foi sagrado bispo precisamente no dia 13 de maio de 1917, data em que a Virgem Santíssima visitou seus filhos da Terra, aparecendo a três pastorzinhos em Fátima, Portugal, e consignando-lhes salutar mensagem de paz.

O título atribuído a Pio XII está a indicar que Fátima e sua mensagem não são um fato particular, que visaria apenas os três videntes da Cova da Iria. Fátima alcança todos os homens. Pertence à história da Igreja. É elemento que interessa à salvação de todos os homens.

Não é uma revelação pública. A revelação pública, com efeito, impõe o ato de fé, sob pena de pecado grave; e terminou com a morte do último apóstolo.

No entanto, com o encerramento da revelação pública, não ficaram os fiéis privados da graça de revelações que os auxiliassem a viver sempre mais fielmente como cristãos e a melhor cuidarem de sua salvação eterna. Tais revelações são ditas privadas, embora sujeitas ao controle da Santa Igreja.

Entre elas há muitas que interessam, de modo geral, a toda a Igreja, a todos os fiéis. Exemplo palpitante são as revelações de Jesus Cristo a Santa Margarida Maria Alacoque, às quais está vinculada a difusão, altamente santificante, da devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Revelações como esta a Santa Margarida Maria não são públicas no sentido clássico. Mas também não podem ser chamadas meramente privadas, como se colimassem o bem tão-só da pessoa, ou das pessoas que a receberam. Elas têm caráter universal, como atesta o exemplo citado das revelações a Santa Margaria Maria.

Entre estas estão, sem dúvida, as aparições e mensagem de Fátima. Poderíamos, mesmo, dizer que a mensagem de Fátima é a revelação ou profecia universal da nossa época, para indicar a amplitude de seu alcance. Marginalizando Fátima, afasta-se o fator da paz legado aos filhos pela Medianeira de todas as graças.

Eis que, sobre ela, há toda uma literatura e não poucos documentos papais. Não é só. Pois, à medida que correm os anos e se agravam no mundo as desordens de toda espécie, o silêncio, que acoberta a revelação do Terceiro Segredo confiado aos três videntes de Fátima, e que, de si, já deveria ter sido rompido, sublinha sempre mais o alcance e valor inestimável dessa graça que, com as aparições e mensagem de Fátima, a misericórdia de Deus concedeu à Igreja e aos homens.

Com o fim de auxiliar a apreciação dos eventos de Fátima, o Sr. Daniele, apreciado colaborador de revistas altamente qualificadas, torna públicos os seus estudos sobre as vicissitudes que vêm acompanhando [XI] [1] a revelação e o significado do último segredo de Fátima. Trabalho sério, altamente recomendável por si mesmo e mais ainda pelo assunto que versa.

+ ANTÔNIO DE CASTRO MAYER BISPO

(DANIELE, A. Entre Fátima e o Abismo. São Paulo: Edições Excelsior, 1988. Apresentação do Livro pg. XI. Download aqui)
O Padre Joseph de Sainte-Marie, O.C.D, em 1981, disse:
“O Pontífice deve discernir – o que é seu dever – se as palavras do profeta são de Deus. Mas, uma vez que ele tenha julgado e reconhecido que uma profecia dada é realmente divina, então ele deve obedecer, não como obedecendo ao profeta, mas como a Deus, cujo instrumento é o profeta. Julgo, portanto, que essa seja a maneira teológica de demonstrar que ninguém é livre quando confrontado com uma mensagem profética, uma vez que tem sido reconhecida como de origem divina, mas, pelo contrário, é um dever recebê-la e submeter-se a ela. É por isso que, reverendíssimos Padres e queridos amigos, é dever do Papa e dos Bispos obedecerem a Nossa Senhora e cumprir as exigências que Ela fez em Fátima. Este dever não é outro senão aquele das suas obrigações pastoral e apostólica”.

(Discurso do Padre Joseph de Sainte-Marie, O.C.D., Professor da Universidade para os Carmelitas em Roma, realizado em Fátima, 12 de outubro de 1981. Visto em The Fatima Crusader, Issue No. 9-10, artigo “The Church’s Duty in the Face of the Fatima Message.”. Tradução nossa)

Mons. Rudolph Graber, autor de  Athanasius e a Igreja do Nosso Tempo, disse em 1965:

“Uma distinção cuidadosa deve ser feita entre revelações pessoais e aquelas onde a mensagem é declarada para a humanidade em geral. A primeira pode, moderadamente, ser ignorada. Mas esta última deve ser levada a sério. E Fátima pertence a esta categoria.”

(Visto em http://www.fatimacrusader.com/cr19/cr19pg04.asp)

Além disso há que se considerar o testemunho divino do PREDITO Milagre do Sol, registrado por jornais ateus e maçônicos.
Milagre do Sol noticiado em Jornal Maçônico, O SECULO
Milagre do Sol

[1] Os algarismos entre colchetes representam a paginação original do livro.

3 Respostas para “FÁTIMA PROFECIA PÚBLICA

  1. Pingback: A PAIXÃO DOS SAGRADOS CORAÇÕES NAS VISÕES DO SEGREDO DE FÁTIMA | Pro Roma Mariana

  2. Pingback: PAPA ABATIDO = APOSTASIA SOB Simulacros papais « Pro Roma Mariana

  3. Pingback: SERÁ A “ASSUNTA” VIRGEM IMACULADA A NOS VALER « Pro Roma Mariana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: