Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

«DEMO – LEAKS» SOBRE O REAL AUTOR DO VATICANO 2

Na época da comunicação total, nem o Diabo escapa às indiscrições publicadas sobre os seus planos e acordos, que conseguiu manter secretos até recentemente.

De fato ainda hoje – depois de meio século – parece que o problema do Vaticano 2 é ter um magistério infiltrado por uns erros que devem ser revistos e podem ser interpretados e corrigidos à luz da Tradição! O golpe do Diabo teria sido só parcial!

Parece que esses doutos gostam de ser enganados em matéria de religião, mesmo se outros se vangloriam de ter colaborado para a revolução enganadora do Vaticano 2!

Paulo VI e Jean Guitton

Jean Guitton, que foi não só amigo de Paulo VI, mas também um dos primeiros leigos a participar ao Vaticano 2, forneceu notícias muito importantes sobre o plano deste, antes e depois de sua realização. Ele publicou em 1962 o “Diálogo com os precursores – Jornal ecumenista 1922-1962”, Ed. Montaigne-Paris. Nele o autor invoca, revelando os “precursores do período 1922-1962”, desvelando assim como, à abertura do Vaticano II, tudo estava pronto para a grande mutação. Eis o que escreve na primeira página do seu livro:

“Esta grande assembléia de bispos está orientada para o futuro. Trata-se de uma tomada de consciência da Igreja (consciência da Humanidade) em vista de um novo salto na direção do futuro. Pela iniciativa de um papa (o bom João 23) de simplicidade genial, que se ri dos obstáculos, o acontecimento que durante estes cinqüenta últimos anos tantos espíritos preparavam sem ousar esperá-lo: um concílio ecumênico encontra sua expressão, sua aplicação, sua prova. Quanto estava oculto então nas casas ver-se-á manifestado sobre os tetos. A luz brilhará nos candelabros! O infinito sermão da montanha, que é discurso divino sobre a abertura, terá a sua continuação. E a ação do Concilio, qualquer que seja, subsistirá.”

Não há dúvida que sobre o alcance da ação do Vaticano 2, falar só de erros é redutivo.

Há décadas se aponta para a evidência de enganos em todos os seus textos e apostasia sistemática nos atos de sua hierarquia para um plano de pleno «aggiornamento» doutrinal. Este teve sucesso, mas no mal! Os frutos são infindáveis!

De fato, os que tinham em mente introduzir na Igreja a «nova teologia» do modernismo iluminista e ecumenista, só falharam em relação à Fé! Isto é, no que conta para a própria missão da Igreja Católica e para a própria salvação. Mas esta é sem sentido para a «fé» ecumenista que inventaram, na qual vale a boa vontade e a sinceridade subjetivas, que dispensam a verdade única e objetiva.

Ora, quem usa as vestes da hierarquia tradicional sente-se obrigado a dar explicações segundo a Tradição. Foi o esforço de Bento 16 com a sua hermenêutica da «continuidade» na tradição, como critério de interpretação do Concílio: não mais este interpretado à luz da Tradição, mas esta à “reta compreensão” de um «concílio»!

Como deslindar o mistério dessa inversão dos «papas conciliares» que vingou? Sim, «pelos frutos os reconhecemos» no engano dessa hermenêutica da continuidade como critério para a sua interpretação da Tradição às avessas!

Estes são ainda critérios de engano, mas naturalmente o engano vingou porque recebeu um apoio superior e mais constante.

Eles «só» injetaram no «concílio» a pertinácia da doutrina iluminista e ecumenista que como clérigos modernistas seguiam.

Para atuar a continuidade de mais de meio século de abertura ao mundo, que demole a Igreja e arruína a Cristandade, perdendo multidões de almas, era preciso um mega engano «preternatural»; mais do que é capaz um só desses «papas»!

Nisto se entende que o Vaticano 2, desde sua incubação até a sua «hermenêutica» atual, só pode ser explicado à luz de algo elucubrado pela «mente» que vai além de toda vã iluminação humana, só é acessível em antros de perdição ecumenista.

Chardin e Ratzinger

Ratzinger e Montini

VATICANO II BIS

Agora para confirmar essa maléfica influência que parece não ter mais fim, temos as considerações de Mgr Williamson:

Os paralelos entre o Vaticano II e os últimos acontecimentos dentro da Sociedade de São Pio X são tão impressionantes que tais eventos poderiam ser chamados de Vaticano II BIS. E com razão. Exatamente a mesma sedução e a mesma pressão do mundo moderno, que produziu o colapso dos vértices clericais nos anos 60, influenciaram um certo número de membros da Fraternidade São Pio X nos anos 2000, levando a FSSPX perto do colapso. Recentemente eu imagino uma mãe contando uma história ao colocar seu filho na cama: – Era uma vez uma Igreja Católica próspera, mas cercada por um maligno mundo moderno. Então, a Igreja condenou os princípios modernos em que se baseou esse mundo, mas este não gosta de ser condenado e, em seguida, fez todo o possível para se infiltrar na Igreja e mudar suas convicções. Nesse ponto, os dois eventos terríveis, como as guerras mundiais mostraram que a Igreja estava certa e, em seguida, um grande número de almas entrou para a igreja porque era capaz de fornecer soluções reais para problemas mundiais. Mas aqui aconteceu o desastre! Quando muitas almas se rendiam ao jugo suave de Cristo, os chefes daquela Igreja decidiram que, afinal, o mundo estava certo e no curso de uma grande reunião em Roma, que durou quatro anos, eles mudaram os princípios da Igreja para se adaptar ao mundo moderno. Tornaram-se amigos de todos os antigos inimigos da Igreja e foram muito cruéis para com os verdadeiros amigos da Igreja, que não queriam nada com o aggiornamento. Os amigos verdadeiros eram apenas uma pequena minoria de católicos, que, tendo aprendido ao longo dos séculos a colocar muita confiança nos seus líderes, como católicos continuaram a confiar neles, mesmo quando traíram a Igreja … “

Eis que deveriam entender de que parte está a «Neo-Igreja» … unida ao mundo, contra cujo engano maligno esse movimento procurava resistir, mas que agora seduz os seus chefes.

Pudera! Não querem distinguir o Vigário de Cristo dos vigários de Seu inimigo satânico, que é inimigo dos homens e de todo princípio de Deus! Uma guerra contra um adversário que não se quer identificar, porque a verificação é «tabu», já está perdida.

Essa derrota, porém, não é isenta de grave culpa, porque são os mesmos conciliares a proclamarem alto o direito à liberdade religiosa dos malignos princípios iluministas desse mundo que trava guerras sem quartel contra a Cristandade.

Quem não está com Cristo, está contra Cristo!

Uma resposta para “«DEMO – LEAKS» SOBRE O REAL AUTOR DO VATICANO 2

  1. cocktail dresses kohls julho 7, 2013 às 3:02 pm

    This is some of the best material I’ve read in a long time. You’ve really hit on some solid points in my opinion. I agree with you. Don’t quit rolling out great content like this.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: