Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

OS “JUDAS” ESTÃO SEMPRE PRESENTES

judas_vende_a_jesus1

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Uma das características fundamentais do satanismo é conseguir passar despercebido. O próprio Judas Iscariotes introduziu-se, sorrateiro, no seio dos Apóstolos, e nem Nosso Senhor Jesus Cristo, apenas utilizando a Sua ciência experimental, poderia ter detectado, tempestivamente, o traidor deicida.

O Mal, embora produza, materialmente, muito ruído, permanece, formalmente, o mais possível oculto, quanto à sua verdadeira natureza; em geral, e também por culpa dos bons, o Mal, quando é formalmente referenciado, já provocou danos irreparáveis.

A culpa é dos bons, quando, negligentemente, não prestam atenção aos primeiros sinais do Mal satânico, que são quase sempre SUBLIMINAIS, requerendo pois uma atenção EXTRAORDINÁRIA, necessàriamente edificável sòmente a partir de uma vontade férrea, robustecida pela Graça de Deus.

COM O QUE SABEMOS HOJE, é fácil revelar as armadilhas psicológicas e semânticas dos textos conciliares, bem como da “Pacem in Terris”, como constitutivas da VOZ DO LOBO DISFARÇADO DE OVELHA. É que o factor tempo, com tudo o que ele encerra, faculta uma necessária perspectiva objectiva às realidades da existência. Nunca olvidemos, nem por um instante, que Satanás era um dos Anjos mais elevados em Graça, e com maiores perfeições naturais; embora os Anjos sejam ontològicamente (não metafìsicamente) impecáveis na Ordem Natural, podem sucumbir, uma vez elevados à Ordem Sobrenatural, PORÉM CONSERVANDO MATERIALMENTE AS SUAS PERFEIÇÕES NATURAIS, NOMEADAMENTE A INTELIGÊNCIA. Assim se compreende que o plano gizado por Satanás para a destruição da Santa Madre Igreja seja tão diabòlicamente sagaz, tão estratègicamente urdido, tão desesperadamente eficaz – para castigo dos nossos pecados.

É evidente que asserções produzidas há quarenta ou cinquenta anos, no tempo da “decomposição do catolicismo,”encontram-se hoje, em plena idade pós-cristã, perfeitamente ultrapassadas; nessa época podia ser legítimo pensar num colapso momentâneo do sucessor de Pedro, motivado por fraqueza ou cobardia moral, ainda que fosse difícil articular essa debilidade com a vaga apóstata que boa parte do episcopado deixara transparecer durante o concílio, sem discernir de imediato um plano em grande escala para destruir a Santa Igreja de Deus. Papas fracos, sempre houve ao longo da História, sem que a Santa Igreja se fosse abaixo. É que existe um limite para além do qual já não há fraqueza – HÁ APOSTASIA.

Pascoal II, no início do século XII, fraquejou notàvelmente na questão das investiduras; perante a recusa (bem pouco digna) dos bispos alemães em renunciar aos seus feudos temporais, Pascoal II foi aprisionado pelo Imperador Henrique V e cedeu em pontos essenciais; perante a reacção fortíssima de bispos e santos como São Bruno, que chegaram a acusar Pascoal de heresia, este imediatamente reconsiderou e excomungou o Imperador. Se acaso caiu em heresia, foi apenas heresia material, e por debilidade. Em 1122, na Dieta de Worms, o Papa Calisto II, que havia sido eleito em Cluny, formalizou um acordo com o Imperador Henrique V, no qual este renunciava às investiduras, ou seja, à atribuição do poder espiritual pela autoridade civil – estes acordos foram ratificados pelo primeiro concílio de Latrão em 1123.

Aqueles que há quarenta anos acusavam Montini de fraqueza, encontravam-se, de alguma maneira, cegos para o jogo duplo deste judas, QUE JOGAVA SÀBIAMENTE COM AS APARÊNCIAS, AFIRMANDO UMA COISA E FAZENDO OUTRA. Isto não constitui fraqueza, mas ENGANO DE SATANÁS; Montini falava dos fumos de satanás penetrando no interior da Igreja, MAS ELE ERA A CLOACA QUE PRODUZIA ESSES FUMOS E OS INTRODUZIA, PREMEDITADA E PROPOSITADAMENTE, NA IGREJA. Foi Montini que destruiu o Santo Sacrifício da Missa, segundo instruções da maçonaria internacional, esta mesma instrumento directo de satanás.

Seja como for: HOJE JÁ NÃO É POSSÍVEL, SEM APOSTASIA, CONTINUAR A AFIRMAR (conhecendo bem o assunto) QUE OS PAPAS SÃO FRACOS, MAS VERDADEIROS; QUE A VERGONHOSA IGREJA CONCILIAR É A VERDADEIRA SANTA MADRE IGREJA, COM MAGISTÉRIO E SACRAMENTOS VÁLIDOS, etc.

Os novos judas são os chefes da Fraternidade São Pio X; utilizando fraudulentamente a herança espiritual e moral de Monsenhor Lefebvre, eles pervertem a Fé dos fiéis, exactamente como a maldita Igreja conciliar, desde há cinquenta anos, assassina as almas fiéis, utilizando criminosamente a autoridade de dois milénios de Santa Madre Igreja.

A nunca suficientemente amaldiçoada Igreja conciliar, em certo sentido, logrou ir mais longe na obra de dissolução e aniquilamento do que a própria revolução de 1789, e mesmo do que as revoluções comunistas; e a explicação é simples: as citadas revoluções procederam EXTRÌNSECAMENTE, atacaram a partir do mundo, ao passo que a subversão conciliar actuou INTRÌNSECAMENTE, nasceu MATERIALMENTE dentro da Igreja, COM APARÊNCIAS DE IGREJA, portanto, a explosão NIILISTA desencadeou-se com maior rapidez, com maior profundidade, com maior amplitude, E FOI MIL VEZES MAIS ODIOSA.

E agora vem o D. Fellay inverter totalmente os pressupostos do combate de Monsenhor Lefebvre, QUE SÃO CONSTITUTIVOS DA FUNDAÇÃO DA FRATERNIDADE SÃO PIO X, conspirando explicitamente contra a Fé e a própria inteligência dos fiéis!!!

Como poderemos suportar tantos judas e tanta apostasia?

Depois de termos sofrido a perda da nossa Mãe Igreja, extinta como realidade social e cultural, depois de termos depositado tantas e tão qualificadas esperanças na Fraternidade São Pio X, como é possível que Deus Nosso Senhor tenha permitido que a apostasia se tenha introduzido, e disseminado, também na Fraternidade São Pio X?

A resposta é: Os pecados dos tradicionalistas, clero e fiéis, constituem a causa de mais este castigo, não duvidemos, o orgulho, a falta de Caridade, as vocações mal sublimadas, tudo isto constitui um clamor que o Céu não pode deixar de punir severamente – COM MAIS PECADOS, NOMEADAMENTE O DE APOSTASIA.

E quem fica a rir é a maldita maçonaria, inimiga de Deus e dos homens. Não olvidemos que o argumento FINAL de satanás é fazer crer aos últimos fiéis que o Dogma da indefectibilidade da Santa Madre Igreja não se cumpriu e que portanto as promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo teriam sido vãs.

Por causa dos nossos pecados SATANÁS VAI TRUCIDAR-NOS ATÉ AO FIM, mas quem permanecer firme, com o auxílio de Deus – SERÁ SALVO.

Não olvidemos que tudo o que somos na Ordem Natural, bem como na Ordem Sobrenatural, tudo devemos a Deus Nosso Senhor, e que pertencer a Deus, significa deixar tudo – PARA TUDO POSSUIR.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 9 de Setembro de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Novus Ordo Watch

Fátima e a Paixão da Igreja

Blondet & Friends

Il meglio di Maurizio Blondet unito alle sue raccomandazioni di lettura

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

FORO CATÓLICO

Unidad en la Verdad

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: