Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

BERGOGLIO FALA COMO UM ATEU – BERGOGLIO É UM ATEU?

areu da Sixtina

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos São Pedro na sua primeira epístola:

«Caríssimos: Alegrai-vos por serdes participantes dos sofrimentos de Cristo, para que vos alegreis também e exulteis, quando se manifestar a Sua Glória. Se sois ultrajados por causa do nome de Cristo, felizes sois, porque em vós repousa a honra, a Glória e o Poder de Deus, bem como o Seu Espírito. Que nenhum de vós venha a sofrer como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou cobiçador do alheio; se todavia o é como cristão, não se envergonhe; pelo contrário, glorifique a Deus por ser portador de um tal título. Chegou o tempo em que o juízo vai começar pela casa de Deus. Ora se isto começa por nós, qual será o fim daqueles que se recusam a acreditar no Evangelho? Se o justo com dificuldade se salva, que virá a ser do ímpio e do pecador? Portanto, que também aqueles que sofrem, segundo a vontade de Deus, encomendem as suas almas à fidelidade do Criador, pela prática do Bem. (I Ped 4,13-19)

A estratégia fundamental do maldito concílio de Roncalli e Montini tem consistido sempre na manutenção de determinadas aparências cristãs – DISSOLVENDO-LHES, CONTUDO, TODO O CONTEÚDO DOGMÁTICO, MORAL, FILOSÓFICO E LITÚRGICO; um tal processo, necessàriamente, desembocou na transposição das referências culturais cristãs, objectivamente reveladas, para um registo poético, irreal, fantasmagórico, puramente subjectivista.

Bergoglio presenteia-nos agora um discurso carnal, com menor preocupação pelas aparências, UM DISCURSO DE HOMEM NORMAL, PERFEITAMENTE INSERIDO NA DINÂMICA MATERIALISTA DO MUNDO, DE HOMEM QUE PROCURA A FELICIDADE CÁ NA TERRA, GOZANDO A ÚNICA VIDA QUE POSSUI – É ISTO O BERGOGLIO.

Todavia a sacrossanta Fé Católica ensina-nos que nos encontramos neste mundo PARA CONHECER, AMAR E SERVIR A DEUS NOSSO SENHOR, E ASSIM SERMOS ETERNAMENTE BENEFICIADOS COM A SUA INTIMIDADE SOBRENATURAL; a liberdade humana só pode consistir NA FACULDADE DE SE MOVER NO SER DA VERDADE E DO BEM; o mal constitui a PRIVAÇÃO POSITIVA E QUALIFICADA DE SER; VIEMOS DE DEUS, POR CRIAÇÃO, FOMOS REMIDOS PELO VERBO DE DEUS FEITO HOMEM, E PARA DEUS VOLTAREMOS, SE O GLORIFICARMOS FORMALMENTE NESTE MUNDO.

O discurso de Bergoglio é perfeitamente ateu; é uma síntese de Marx, Lutero e Voltaire, com fortes temperos de Sartre. Quando critica o liberalismo é a partir dum ponto de vista marxista; para ele o único pecado consiste na inflicção de danos sociais; para Bergoglio a grande chaga do mundo não é a impiedade absoluta e universalmente generalizada, mas sim a “solidão dos velhos e o desemprego dos jovens” – por muito menos do que isto foi condenado o “Sillon,” pelo Papa São Pio X.

As concepções teológicas e filosóficas de Bergoglio são sensìvelmente as mesmas que conduziram justamente Giordano Bruno ao patíbulo, em 1600. Todas elas assentam na dissolução imanentista da inteligência e da vontade, e correlativa edificação dum “deus” que constitui uma síntese das subjectividades humanas em evolução – um VERDADEIRO ATEÍSMO ESTÉTICA E SOCIALMENTE QUALIFICADO.

Segundo o desgraçado Jean-Paul Sartre (1905-1980), a consciência humana ( o pour soi), concebida, fenomenológica e não ontològicamente,  como transparência intencional aniquilante, é no exercício da sua mesma liberdade que segrega o nada, e é precisamente desse modo, que temporalizando-se e aniquilando-se, a consciência cria a sua própria essência.

Ora o “deus” de Bergoglio, e aqui reside a sua contribuição pestilenta para a plena explicitação da “Gaudium et Spes”, consubstancia-se, precisamente, nesta “essência” da humanidade, segregada CULTURALMENTE pelas consciências totalmente relativizadas pela atomização anti-metafísica e anti-teológica das respectivas inteligências e vontades, individual, e socialmente.

SÒMENTE EXISTE UMA VERDADE, UMA BONDADE, UMA SANTIDADE, PORQUE TUDO É SER, E O SER É NÃO APENAS O QUE EXISTE, MAS O QUE NÃO PODE NÃO EXISTIR.

Ser é um conceito e uma realidade metafísica, Deus é um conceito e uma realidade teológica e Pessoal. Portanto, fora da Verdade, da Bondade e da Santidade – É O NADA! O nada é aquilo que não só não é, como nem sequer pode ser.

Nosso Senhor Jesus Cristo é a própria Verdade, a própria Bondade, a própria Santidade, que da Sua Eterna infinitude, assumiram, na Pessoa do Verbo, uma natureza humana, para salvação dos homens; consequentemente a Santa Madre Igreja, Católica, Apostólica, Romana, fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo, É CONSTITUTIVA DESSA MESMA VERDADE, DESSA MESMA BONDADE, DESSA MESMA SANTIDADE. Neste quadro conceptual se compreende perfeitamente, que todos aqueles, que ao longo dos séculos, se afastaram dessa mesma Mãe Igreja e dessa mesma Verdade, caíram aproximadamente nos mesmos erros, constituindo as diferenças sobretudo um produto dos condicionalismos sociais e culturais.

Quando Sartre configura a consciência e a liberdade como uma “fonte de nada,” segregadora da própria aniquilação; quando Heidegger (1889-1976) posiciona a consciência ou “Dasein” como totalmente privada de justificação ontológica e metafísica, projectada e historicizada em solidão e angústia; ambos produzem, ESSENCIALMENTE EM NEGATIVO, as asserções da Metafísica e da Teologia clássicas.

Anàlogamente, Bergoglio quando profere a afirmação monstruosa de que “NÃO HÁ UM DEUS CATÓLICO” demonstra perfeitamente que é um apóstata, igual aos outros apóstatas, de todas as épocas e condições: QUEM SE AFASTA DO VERDADEIRO DEUS UNO E TRINO, QUEM SE AFASTA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO E DA SUA IGREJA – CAI NO NADA, QUALQUER QUE SEJA O ESQUEMA CULTURAL COM QUE PRETENDA ORNAMENTAR ESSE NADA.

A lepra da humanidade é a nunca suficientemente amaldiçoada Igreja conciliar, bem como o seu chefe anti-Cristo actual – o Bergoglio.

Lepra como nunca existiu, nem voltará a existir, pois que ex-Igreja católica constitui, por definição, O MAL SUPREMO, O MAL EM SENTIDO ESCATOLÓGICO. O INVERSO DO BEM ABSOLUTO É O MAL ABSOLUTO.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 2 de Outubro de 2013

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: