Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

II – O MEIO TESTEMUNHO «OTTAVIANI-VILLA» DESVENDA O «TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA» ?

Segredo de Fátima

Arai Daniele

Vimos o que publicou a revista «Chiesa Viva» sobre um suposto ‘Terceiro Segredo de Fátima’, em seguida transformado em livro, que é o testemunho do Engº Franco Adessa que, como braço direito do Padre Villa, colheu da sua visão do «Segredo» apoiada no testemunho indireto do Cardeal Ottaviani, que conhecia os três «segredos», de Fátima, de La Salette e este terceiro que sabemos apócrifo, mas que poderia conter algo dos outros, dos quais o Cardeal, Pró-Prefeito do Santo Ofício, era o guardião.

Padre Luigi Villa compreendia a trama do Vaticano conciliar, mas algo bloqueava a sua plena denúncia. Publicou o livro «A Igreja de Paulo VI», mas quando lhe perguntei: a falsa igreja não é? Quase se ofendeu. Todavia ele mesmo publicou livros que indicavam os desvios de João 23, Paulo 6º e João Paulo 2º, pesados demais para serem silenciados. Nos seus últimos anos, sua revista assumiu uma posição aberta diante dos «anticristos no Vaticano» (Mgr Lefebvre), ou do anti-papa em Roma (Mons. Castro-Mayer).

Aqui vimos que o Padre não aceitou a publicação da terceira parte do «Segreto» de 2000, com as polêmicas suscitadas em torno das interpretações avulsas de Ratzinger, somadas às de Bertone e Sodano, para expropriar o «Segredo» a favor de João Paulo 2º. Mas usou esse outro texto, um falso segredo que se pretendeu fazer passar como o «Terceiro Segredo» e que no artigo anterior chamamos de «segredo de Fulda».

Repito que dele já me havia ocupado no meu primeiro livro: «Entre Fátima e o Abismo» (EFA), em 1988 enviado à Irmã Lúcia de Fátima. Ela me respondeu por meio da sua sobrinha Maria do Fetal, não apontando nenhum erro no livro, inclusive sobre a entrevista com o P. Agostino Fuentes, que a Vidente foi constrangida a censurar. Nele falo também do meio testemunho do Cardeal Ottaviani sobre o «Segredo de Fulda» relatado agora por Franco Adessa. Tratei dele como sendo, embora falso, interessante, porque ecoa La Salette, possível razão de sua aprovação (indireta) da parte do Cardeal. A Irmã, só achou que o livro era polêmico. Pudera! O padre Robert Bellwood, inglês da santa Missa tradicional, e a freira francesa, Marie Lucie Fouchet, presenciaram a visita.

«Segredo de Fátima ou Perfídia em Roma» é o livro em português que seguiu depois da publicação do Terceiro Segredo em 2000 da parte do Vaticano de João Paulo 2º: informações pelo e-mail livrosegredodefatima@gmail.com. Ali se trata do texto de “Neues Europa” que, mesmo se certamente “falso” podia conter algumas frases pertencentes ao texto original» como disse o Padre Villa e que seria o artifício usado pelo Cardeal Ottaviani para descrever a que ponto via ter chegado a vida na Igreja.

Vejamos de novo o que foi salientado no texto do «Segredo apócrifo» publicado pela Revista alemã de Stutgard «Neues Europa» em 15 outubro de 1963, para saber como mais tarde este foi utilizado até por João Paulo 2º em 1980.

Um grande castigo cairá sobre o gênero humano inteiro, não hoje nem amanhã, mas na segunda metade do século XX. Já o havia revelado aos meninos Melania e Maximino em La Salette e hoje repito-o a ti.

Em nenhum lugar do mundo há ordem e Satã reina sobre as mais altas posições, dirigindo o andamento das coisas. Ele sabe como penetrar até o vértice da Igreja… Também para a Igreja virão grandes provações: cardeais combaterão cardeais, bispos estarão contra bispos. Satã estará no meio deles e em Roma haverá grandes mudanças. O que está podre cairá e não mais retornará. A Igreja será obscurecida e o mundo invadido pelo terror.

Uma grande guerra será desencadeada na segunda metade do século XX. Fogo e fumo cairão do céu e as águas dos oceanos se transformarão em vapores e a espuma elevar-se-á submergindo tudo. Milhões e milhões de homens morrerão de hora em hora e os sobreviventes invejarão os mortos. Haverá angústia e miséria por todos os lados, ruínas em todos os países.

O tempo está próximo e o abismo se alarga sem esperanças. Os bons morrerão junto com os maus, os grandes com os humildes, os príncipes da Igreja com os fiéis e os que governam com seus subordinados. Haverá morte em todo lugar e pelos erros cometidos os sequazes de Satã dominarão nesses dias o mundo inteiro. Por fim, quando os sobreviventes voltarem, gratos, a invocar a Deus e proclamar Sua Glória, Ele será de novo servido como no tempo em que o mundo não se havia pervertido tanto.

De tal texto falou até a Rádio Vaticana em 1977, no decenal da viagem de Paulo 6º a Fátima. Seu sucesso foi grande e foi referido até pelo «L’Osservatore Romano» de 15 de outubro 1978 (Cfr. P. Paul Kramer, “A batalha final do Diabo”).

Como João Paulo 2º utilizou esse texto apócrifo para operar o «by-pass» do Segredo verdadeiro? É verdade que esta versão do Segredo já indica a realidade presente na linha do aviso de La Salette: «Roma perderá a Fé e tornar-se-á sede do Anticristo».

Há, pois, uma conclusão final ainda mais grave a da vacância papal: omissão comum a todos os falsos segredos, como este aqui, utilizado para desviar a atenção.

Como se viu antes, analisando os falsos segredos de Fátima (FA, p. 142) estes falam até do fim do mundo, de tsunamis que devastam a terra, mas não da vacância da Sé da Verdade, que é o fato sobre o qual deve convergir toda preocupação dos católicos que recusam aceitar um «papa anticristo», e que está no centro da visão publicada em 2000.

João Paulo 2º mostrou-se bem mais acessível e confiante ao justificar sua ocultação.

A prova está no diálogo que teve com católicos de Fulda, por ocasião da viagem à Alemanha em novembro de 1980. Este foi registrado e autenticado para ser publicado pela revista Stimme des Glaubens (10-81). Aqui é reproduzido com os comentários de Si si no no, n.º 2, ano VIII (jan. 82). “Perg.: Que é feito do terceiro segredo de Fátima? Não deveria ter sido publicado já em 1960? Resp.: Dada a gravidade do conteúdo, para não incitar a potência mundial do comunismo a tomar certas iniciativas, os meus predecessores no ofício de Pedro preferiram diplomaticamente sobrestar a sua publicação… Por outro lado, aos cristãos basta saber isto: se há uma mensagem em que está escrito que os oceanos inundarão partes inteiras da terra, que de um momento para outro milhões de homens morrerão, não é deveras o caso de insistir na divulgação de tal mensagem secreta.”

Essas palavras reproduzem quase literalmente a profecia apocalíptica do tal terceiro segredo que circula há anos e diz: ‘As águas dos oceanos se transformarão em vapores e a espuma se elevará, submergindo tudo. Milhões de homens morrerão de hora em hora’… (p. 125). Diz também: Satã reina nas posições mais altas, determinando o andamento de tudo. Ele conseguirá penetrar até na sumidade da Igreja… cardeais se oporão a cardeais; bispos a bispos… em Roma haverá grandes mudanças.

Nossa Senhora em Fátima entrega aos fiéis uma profecia ligada a esse tempo terrível para a Igreja no qual, prelados desviados são indiferentes à ruína na Fé, após o ataque mortal ao Vigário da Verdade com seu inteiro séquito, visto no verdadeiro Segredo.

Ao avançar da apostasia numa Igreja tornada acéfala, nada é contestado, por heterodoxo ou escandaloso que seja. De fato, João 23 começou censurando o sinal que reconheceu de origem divina; seus sucessores continuaram até João Paulo 2º, que se apropriou dele em favor de seu culto pessoal, cobrindo o fato com outras falsidades e mentiras.

Já o ilustramos em vários artigos e livros, mas aqui vamos resumi-los em breve.

Ele leu o Segredo apenas eleito, como disse no leito do hospital a um jornalista, mas fingiu tê-lo lido só depois do atentado da Praça de São Pedro. Contudo, já havia aludido em Fulda, Alemanha, ao «segredo apócrifo» que desviava a atenção católica do verdadeiro desastre. Nisto, enganou também a Irmã Lúcia, aludindo à conversão de Gorbachev para obter anuência dela ao que iria finalmente desvendar a seu favor.

Quanto a Ratzinger, ele confessa pensar como o P. Dhanis, que nega a veracidade do «Segredo»! Mas como isto não convinha então à sua popularidade, falou da presença atual do «Segredo», coisa que pode ser considerada interessante para os jornalistas.

Agora temos nos comentários Eleison 330 (9.XI.2013), FÁTIMA CONTESTADA de Dom Williamson, uma explicação do Bispo sobre esse texto: No início do século vinte, Deus seguramente deu ao mundo moderno duas grandes luzes: uma no campo teórico, em 1907, por meio de Pio X: a Encíclica Pascendi, visando a denunciar o erro chave do subjetivismo; e outra no campo da prática, em 1917, por meio de sua Mãe: as aparições de Fátima, a fim de prover um remédio para a monstruosa praga do comunismo. Mas o Demônio desviou a atenção que deveria ser dada à Pascendi, e levantou uma série de objeções para pôr Fátima em descrédito.

Ora, as «duas luzes» dadas por Deus são na verdade uma quando se trata de denunciar erros e pragas contra a Fé, seja do modernismo como do comunismo. Teria este a força que teve se a Cristandade não tivesse sido minada pela falsa cultura modernista, devido à qual mais tarde até a Sede Católica romana teria sido ocupada e demolida?

A sagração episcopal de Dom Williamson não se deveu justamente a este «erro chave»?

Que este fosse a praga maior, passada do campo «teórico» ao «prático», se viu com o advento dum clero guerrilheiro e de «papas» modernistas. De modo que parece claro serem os perigos apontados em Fátima, essencialmente de uma só sorte: anti-católicos. Tanto que a terceira parte do «Segredo», depois de apontar às guerras e revoluções, mostra o Papa «eliminado» junto a todo o seu séquito católico. Quanto à Rússia, trata-se de sua conversão, não à paz mundana, mas à Igreja Católica, Apostólica, Romana.

Por isto tudo, vem a dúvida: será que não se tenta alterar o conteúdo da Mensagem de Fátima pondo o maior acento no mal das guerras, como se fossem questões separadas da Religião? Isto não levaria a minimizar o maior problema atual da Igreja acima descrito?

Vejamos este comentário episcopal para entender melhor quais seriam “algumas das principais objeções para pôr Fátima em descrédito” (!):

–  Como podemos levar a sério a versão do Cardeal Ottaviani da terceira parte do Segredo de Fátima se Nossa Senhora supostamente diz ali que uma terceira guerra mundial iria começar no final do século vinte? Os anos 2000 já vieram e se foram, e não houve Terceira Guerra Mundial alguma.

Segue a explicação para defender essa versão do «Segredo» para concluir perguntando: Agora, se a versão de Ottaviani é ou não o verdadeiro “Terceiro Segredo”, não pode a realidade ser que a Terceira Guerra Mundial começou antes do ano 2000 no Oriente Médio, por exemplo, com a primeira invasão do Iraque em 1991?”

Note-se que o Bispo dá por descontado que está tratando do verdadeiro «Segredo»!

Ainda bem que volta a alguma realidade respondendo (R.) às perguntas (P.): – Mas em que o Castigo material poderia ser pior do que o castigo espiritual de nossos dias?

É verdade que depois da queda de Adão e Eva, o Vaticano II foi o pior desastre em toda a história da humanidade. Mas… a maioria dos homens o vê como uma grande libertação. Diz o velho ditado: “Paus e pedras quebrarão meus ossos, mas as palavras nunca irão me ferir”. Punições espirituais são em si mesmas muito mais graves, mas são necessárias coisas materiais para que nós homens compreendamos (cf. Mt IX, 6; Jo XX, 27).

P. Nossa Senhora prometeu em Fátima um período de paz se o Papa realizasse uma certa consagração. Os Papas têm realizado desde então muitas consagrações, mas nós não temos tido paz.

R. É verdade, tem havido muitas consagrações sem dúvida inspiradas por Nossa Senhora de Fátima [?], mas nenhuma ainda como ela pediu [inspiradas, mas alteradas?]: pelo Papa, da Rússia, ao seu Imaculado Coração, em união com todos os bispos do mundo. Uma ou outra dessas quatro condições tem sempre faltado.

P. Nossa Senhora nos falou em Fátima de “nações aniquiladas” e de “um período de paz”. Vimos nações aniquiladas na Segunda Guerra Mundial, e um período de paz nos anos 50. Suas profecias se concretizaram?

R. Quantas nações foram aniquiladas desde a Segunda Guerra Mundial, e quanto de paz houve na Guerra Fria nos anos 50? Nossa Senhora de Fátima falou de eventos de proporções muito maiores dos que já se verificaram.”

Sim, comentamos aqui, mas eventos que já eram claros em 1960. Portanto que haviam iniciado logo antes. O que senão a eleição de um modernista maçom para a Sede papal? O que pode ser mais grave para a Igreja e para o mundo que a ausência da Autoridade divina na Sede da Verdade, agravada pela ocupação enganosa de anticristos portadores de outro evangelho para a desgraça de uma multidão de almas e para o mundo?

Todavia, continuamos a crer na promessa de Maria no fim do Terceiro Segredo:

“Em Portugal se conservará sempre o dogma da Fé. Por fim o meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar‑Me‑á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz.”

Esta promessa indica o retorno do Santo Padre para cumprir o pedido divino. Eis porque esta Consagração da Rússia do modo pedido, para liberdade e exaltação da Santa Madre Igreja será o «penhor» de autenticidade de uma eleição de um Papa verdadeiramente católico e mariano, que hoje parece impossível. Mas o impossível para os homens é claramente possível para Deus. Louvado seja sempre.

*   *   *

Uma verificação da autenticidade do «Segredo» publicado em 2000 segue nos sitos:

Português: https://promariana.wordpress.com/2010/10/05/da-validade-do-segredo-publicado-em-2000/

Español: http://wp.me/pWrdv-Nb

English: https://promariana.wordpress.com/2012/11/01/2567/

Français: http://www.agerecontra.it/public/pres30/?p=9996

Italiano: http://www.agerecontra.it/public/pres30/?p=9944;

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: