Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

A VERDADE, A BELEZA e os atuais bosões científicos

Pro Roma Mariana

  • No nosso artigo «O custo astronômico da ignorância do «bóson» entendeu-se considerar como o cientista moderno é capaz de empreender uma pesquisa multi-bilionária sobre o misterioso «bóson de Higgs», mas descartando a confissão óbvia da própria radical ignorância sobre a estrutura da matéria, questão a aprofundar, mas para reconhecer a verdade da infinita Inteligência divina da Criação. Ao contrário, a contumácia na exaltação da capacidade humana de superar por si a própria atávica ignorância da natureza e do mesmo homem, de sua origem, estado presente e fim último, indica alienação da verdadeira sabedoria.
  • Porque contumácia? Pela simples razão que mesmo no melhor conhecimento deste «bóson», vetor mínimo da mais irredutível e básica estrutura molecular – nomeada graciosamente «partícula de Deus» – falta a consciência da própria limitação diante da Ordem que nos supera. Isto porque, ao invés de reconhecê-la, se quer ignorar a evidente existência do Plano que precede e permeia a Criação de todos os bósons e galáxias do Universo. Estudam-se hipóteses sobre o existente, mas com uma mentalidade que descarta nada menos que a relação de causa-efeito, para que não haja uma Causa que transcenda a limitada inteligência científica do ser humano. E com isto descarta-se não só a verdade que está na base de todo conhecimento, como a esplêndida beleza de sua Representação espiritual.
  • Conclusão: o maior custo no preço astronômico da ignorância (por exemplo, do bóson) acaba por ser pago, não em orçamentos financeiros, mas pela multidão de almas; afasta-se o pensamento dos jovens do essencial para a consciência humana, ou seja, do Credo em Deus Pai todo poderoso Criador do Céu e da Terra. É o custo fatal de ignorar Quem só é a Verdade que salva da ignorância eterna. Neste sentido publicamos aqui as breves considerações sobre o desvio da verdade na «ciência» de um cientista fiel à verdade confirmada pela verdadeira Igreja do Verbo divino. A culposa «ignorância» renova sempre o engano original, como se não tivéssemos recebido a graça da Redenção no Sangue e no Amor de Jesus Salvador, o Verbo encarnado, cujo bendito Natal festejaremos nestes dias.

Zoltan Batiz

  • Zoltan Batiz é PhD com licenciatura na Roménia, Cluj (=em Latim Claudiopolis, em roméno Cluj, em húngaro Koplozsvár) com a tese em física da plasma,  com doutoramento na física das partículas pela “College of William and Mary in Virginia” (a segunda universidade na história da América, depois de Harvard, fundada em 1693), além disso tem o mestrado de West Virginia University em física dos campos com temperatura (thermal field theory=quantum field theory+thermodynamics),

«Neste síto fala-se muito sobre como o próprio conceito de verdade é pervertido, como na “teologia” modernista (Chardin, Lubac, Urs von Baltazar, Congar, Maritain), e para esclarecer melhor, discutiu-se também como este conceito foi deturpado pelos filósofos modernos (Hegel, Kant, Feuerbach, Schopenhauer, Marx, Engels).

«No entanto, esses dois grupos (teólogos e filósofos) deixaram a verdade científica intacta.

«Na física, bosões ainda eram bosões e férmions eram férmions. Na matemática, um mais um ainda eram dois. Portanto, o conceito de que alguma verdade objectiva poderia existir; ainda persistia.

«Este foi, e é um facto inconveniente para os inimigos da verdade religiosa, uma vez que, se pode existir uma realidade objectiva no campo das ciências naturais e matemáticas, pode-se facilmente concluir que deve haver uma verdade objectiva também na esfera espiritual. Portanto (aqueles pensadores) deviam tomar alguma medida para perverter a própria noção de verdade também no domínio material.

«Mas como pode isto ser feito se a física é usada na tecnologia (portanto não se pode brincar tanto, sem consequências na prática)? Principalmente, submetendo a ciência à tecnologia, noutras palavras, eles tornaram a investigação  escrava da produção.

«Trata-se de diminuir os fundos da investigação fundamental, como a física de partículas, cosmologia e relatividade geral, em favor do financiamento da física dos sólidos, da nanotecnologia e da genética.

«Todavia, no momento em que este financiamento foi interrompido, houve várias teorias de supercordas prevendo diferentes conjuntos de partículas, e a única maneira de descobrir qual delas poderia ser verdadeira (se houver alguma,  porque o cenário mais provável é que todas estivessem erradas) é fazendo experimentos caros. Assim, cortando o financiamento, todas estas teorias sobreviveram e por isso cada cientista continuou a desenvolver o que lhe apetece.

«Esta forma física tornou-se um ramo subjectivo, dependente do que o pesquisador escolheu  acreditar. Outra maneira de destronar  a verdade é a degenerescência da classe intelectual, que não é mais considerada uma espécie de aristocracia, como no passado. Tal intelectual hoje é uma espécie de palhaço, e aquele que estuda a ciência dos materiais um “brainiac**”.

NOTAS

* Supercordas em Inglês é superstrings. Significa uma corda em várias dimensões (in several dimensions) cuja oscilações deviam representar as partículas elementares (mas a teoria em si falhou e não explicou nada, mas como muitos investiram nela, os americanos reciclaram-na, o que quer dizer, foi reutilizada para outros fins, que também falharam).

** Brainiacs em inglês significa aqueles que usam apenas o cérebro e mais nada. (Veja “the beauty and the geek”, ou em Português a beleza e o cientista.) “Geek”=specialist, expert. Estas são expressões americanas,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: