Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

SEGREDOS E MISTÉRIOS DESVELADOS POR MARIA SS. EM FÁTIMA

00000001                     Segredo de Fátima                

 

 

 

 

 

Arai Daniele

  • o Secreto de Fátima demonstra encerrar a profecia trazida pela Mãede Deus para ajudar seus filhos a superar os males espantosos de nossos tempos. No entanto foi desprezado, o que parece acordar-se com a profecia do velho Simão a Maria no Evangelho de Lucas: “Uma espada trespassará a tua alma, a fim de que se descubram os pensamentos secretos dos corações de muitos” (Lc 2,35).
  • E Fátima tem sido sinal de contradição, pedra de tropeço colocada num ano crucial do início do século XX que, vai desde então medindo homens e eventos. Um sinal à imagem do supremo sinal de contradição, do Salvador que, rejeitado, revela o que escondem os corações. Nisto ajuda a interpretar o Segredo de Fátima no que diz respeito à Fé no mundo, em especial no presente, às vésperas da grande tribulação.
  • Se Fátima tem sido sinal de contradição, como sabemos, poderia estar a Vidente e depositária de seu Segredo isenta desse seu aspecto enigmático? Como nestes meses foi publicado pelo Carmelo de Coimbra uma sua biografia com diversos inéditos de grande importância, devemos voltar ao tema. De fato há ali palavras que confirmam o que a Irmã disse na entrevista ao Padre Fuentes e sobre a autenticidade da datação posta por Nossa Senhora para a abertura do Segredo. Eis porque a presente republicação desse tema crucial para o nosso tempo.

*    *    *

Quem, como eu, de há muito dedica seu pensamento e atividade aos santos segredos e mistérios de Fátima, só pode regozijar-se quando vê discutir seriamente o assunto. É o que acontece hoje por ocasião da publicação pelo Carmelo de Coimbra do livro «Um caminho sob o olhar de Maria», onde a autenticidade do «Terceiro Segredo» publicado no ano 2000 fica comprovada junto com a sua datação de 1960 indicada pela Mãe de Deus e nossa. De fato nessa data o Vaticano já estava ocupado por João 23, o que – hoje sabemos – equivale a dizer privo de Papa católico.

É o assunto da visão do 3º Segredo que figura a virtual «eliminação» do Papa com todo o seu séquito católico, portanto do início de um longo período de Sede vacante. Essa discussão merece toda a atenção porque propõe questões ainda bastante misteriosas, mas de enorme importância não só para a Igreja como para a humanidade; como escrevi em alguns artigos em diferentes línguas, trata-se de uma «profecia» de Nossa Senhora que envolve a «política» e portanto, a paz do mundo em nosso tempo. Isto envolve a política porque trata de guerras, revoluções e dos “erros que a Rússia espalharia pelo mundo”, sendo profetizado pouco antes da revolução comunista que transformou a Rússia e a vida do mundo.

Seu estranho e parcial epílogo se estende à história e política de nossos dias. Não só, mas envolve em pleno desde então a situação da Igreja Católica e o seu Papado, razão porque o ponto de partida do grupo mencionado colhe em pleno a questão mais crucial do atual momento eclesial. Venhamos então aos pontos discutidos, que parecem formar um mistério tão profundo que hoje se duvida até da identidade da Vidente de Fátima.

O primeiro é pois, sem dúvida, o da autenticidade e fidelidade do testemunho da Irmã Lúcia. Isto porque, sendo ela o instrumento principal escolhido por Maria SS. para transmitir a Sua Mensagem, se esta fidelidade falhar todo o resto parece tornar-se frágil e suspeito. Então diga-se logo que a fidelidade diz respeito mormente à atitude dos mensageiros no que se refere à Mensagem, sendo que tudo o mais, ligado ao comportamento humano, pode, por sua própria natureza, ser falho.

E aqui se deve notar como este fato é inerente à Mensagem, visto que o instrumento escolhido pelo Céu é o do testemunho infantil de pastorinhos analfabetos que, por exemplo, não sabiam sequer o significado da palavra «Rússia». Para uns era uma malvada mulher ruiva da zona, para outros a mula russa do ti João! E esta ignorância das crianças justamente reforça a autenticidade do texto, pela que não podiam ter inventado o nome dessa nação que desconheciam! Note-se, que o mesmo aconteceu em Lourdes com Bernadette, ignorando quem fosse a Imaculada Conceição.

Não sei até que ponto isto responde às objeções dos devotos de Fátima, que associam a esta fidelidade a necessária santidade da última vidente, ou seja da Irmã Lúcia. De fato, seria lógico pensar que, assim como Nosso Senhor escolheu Judas como um de seus apóstolos, seria possível a hipótese de um desvio tardio da Irmã, embora Nossa Senhora tenha afirmado que os três iriam para o Céu. Havia, porém, algumas condições: por exemplo para Francisco, que devia rezar ainda muitos rosários. Ora, Francisco o fez e nós sabemos que à sua morte, na casa da família em Aljustrel, ele viu uma grande luz, que se pode entender como a vinda de Maria SS. para amparar o seu filho dileto. E nós, quando passamos tantas vezes diante da casa que fica no caminho da aldeia, fazemos o sinal da cruz para honrar esse no lugar que podemos crer abençoado por essa Vinda.

Quanto à Jacinta, a menor dos videntes, sabemos do heroísmo com que enfrentou tantos sofrimentos e a morte sozinha em Lisboa e longe da família. Tinha dez anos. Conheci o Padre Caillon, outro devoto de Fátima, participante de nossa conferência em Roma em 1985, que fora encarregado pela Igreja para estudar até que ponto crianças dessa tenra idade podiam ter tido um verdadeiro heroísmo no testemunho da Fé. Inútil dizer que os dois pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta demonstraram sem sombra de dúvidas esse heroísmo.

E Lúcia que viveu longamente em conventos e morreu quase centenária, poderia ter falhado na sua missão de transmissora da Mensagem, embora Nossa Senhora houvesse prometido também a ela o Céu, além de Sua assistência para divulgar a devoção pedida para o Seu Imaculado Coração?

Quanto ao testemunho da trágica situação presente podemos citar só a entrevista ao P. Fuentes de dezembro 1957, que ela desmentiu, ou então ao que disse Mgr Lefebvre em seu livro: « Ils l’ont découronné » p. 250, sobre a cegueira dos prelados conciliares, repetido no seu discurso de 1987 em Fátima:

  • Je ne m’explique pas un tel aveuglement autrement que comme l’accomplissement de la prophétie de saint Paul concernant les apostats des derniers temps : Dieu lui-même, dit-il, « leur enverra une puissance de divagation afin qu’ils croient au mensonge » (II The.2.10) Quel plus terrible châtiment qu’une hiérarchie déboussolée ! Si l’on en croit sœur Lucie, c’est cela que Notre-Dame a prédit dans le troisième secret de Fatima : l’Eglise et sa hiérarchie subiront une « désorientation diabolique ». Et, toujours selon sœur Lucie, cette crise correspond à ce que l’Apocalypse nous dit du combat de la femme contre le Dragon. »

Haveria então que distinguir nessa missão da Irmã Lúcia:

– a transmissão da Mensagem, que foi realizada porque a Igreja toda a conhece, embora ainda não tenha oficilizado as devoções pedidas;

– o testemunho sobre a relação desta Mensagem com os nossos tempos, mormente da sua terceira parte mantida secreta durante 40 anos e que acabou por desvelar o «massacre do Bispo vestido de branco (o Papa) com o seu inteiro séquito fiel».

Sobre a dubiedade deste testemunho valem somente os fatos conhecidos e registrados, por exemplo em torno da data de 1960. O mistério destes silêncios a partir desse período e consequentes confusões parece fazer parte da paixão da Igreja nos nossos dias pelas razões seguintes:

– O testemunho de Lúcia sobre o que estava para ocorrer na Igreja nas vésperas da morte de Pio XII ficou registrado apenas na famosa entrevista com o Padre Fuentes. Nela a Vidente fala do aviso que Nossa Senhora transmite com angústia em vista dos calamitosos resultados da luta engajada pelo demônio contra a Igreja nesse momento histórico. Mas foi desmentida por ela e publicada pelo Episcopado de Coimbra.

– A data de1960, ali recordada é também aquela em que o «Terceiro Segredo» que seria mais claro, como a mesma Irmã explicou ao cardeal Ottaviani (então Pro-Prefeito do Santo Ofício). Portanto tudo indicava a oportunidade e urgência do aviso celeste para prevenir sobre a hora mais crucial na vida da Igreja, do Papado, e portanto da humanidade, que pedia especial penitência, orações e sacrifícios dos fiéis.

Fatos sobre o Segredo que desafia o Papado e assombra a Cristandade

Eis o sub-título do meu livro «Entre Fátima e o Abismo» de 1988, apresentado por S. Excia. Mons. Antônio de Castro Mayer e que foi enviado à Irmã Lúcia então.

Como isto aconteceu por meio de sua sobrinha, Dª Maria do Fetal, este livro adquire, além de qualquer possível mérito, o valor especial de ter sido lido e não desaprovado pela Irmã. Digo não desaprovado, pois ela o considerou correto, porém, polêmico! Pudera, nas circunstâncias atuais isto é até um elogio e me mereceu a visita da sua sobrinha com o recado dela para que eu aceitasse a Igreja (conciliar) e a sua hierarquia!

Já relatei num outro livro o episódio. Estava então acompanhado pelo Rv. Roberto Bellwood, rosminiano inglês da Missa tradicional, e pela Irmã Marie Lucie Fouchet, que testemunharam o encontro amistoso e sua final discussão «polêmica», em que se encolveram.

Em todo o caso assim ficava registrado o que eu havia escrito sobre a entrevista da Irmã Lúcia com o Padre Agostino Fuentes e suas tristes démarches e desmentidos forçados! Não só, ficava registrado o que a Irmã havia dito sobre as incompletas consagrações da Rússia feitas pelo Papa Pio XII, e o fato do pedido de consagração não ter sido atendido devidamente.

Como se vê a Providência tem seus meios discretos para ilustrar a verdade. Por enquanto me limito a este testemunho, como pessoa que para conhecer os fatos veio morar em Fátima no período final de sua vida.

Só devo repetir o que já testemunhei outras vezes em diversos lugares, mesmo neste sito e alhures, isto é, que para os parentes da Irmã Lúcia, desde os velhos aos jovens que a conheceram, é até ofensivo que se teça a hipótese de duas irmãs, para engano geral.

E concluo lembrando que, se há inumeráveis visões da Vidente de Fátima alinhada com a Igreja conciliar, na sua liturgia e com suas «autoridades», não consta nem mesmo um seu testemunho contra as alterações  por estas introduzidas para alterar a Igreja conforme era presente, doutrinária e liturgicamente até o tempo de Pio XII.

Este «fato» induz certamente tristeza, mas não pode ser contestado senão com provas, e estas faltam. Se alguém tiver alguma prova disso, além das citadas até a véspera da morte de Pio XII, agradeço que o comunique em seus comentários aqui par que eu possa apurá-las.

Naturalmente haverá sempre aqueles que, diante da prova contrária, isto é da sujeição da Irmã à nova ordem clerical, dirão que passa a ser uma razão para acreditar nessa nova igreja da nova ordem conciliar! Do mesmo modo já se ouviu até mesmo consagrados afirmarem que, visto ter o Padre Pio reconhecido João 23 e Paulo 6º como papas, eles são papas católicos legítimos!

Ora nossa Religião só certifica homens quando é provada a pureza e integridade da Fé que professam e esta não muda; não é religião humana, nem de padres ou de freiras que, embora de vida santa e exemplar, ignoram as apostasias da nova classe clerical.  Esta é revolucionária e modernista e pretendeu mudar a Igreja de modo mais visceral que qualquer heresiarca do passado planejou.

Se a Irmã Lúcia não o testemunhou, mas para evitá-lo e em nome de uma falsa obediência se contradisse, então compreende-se porque se alastra a suposição que há duas irmãs Lúcia opostas, sendo a segunda inventada pelo Vaticano atual para liquidar a profecia de Fátima!

A nossa é a Igreja fundada e mantida pela Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, no Seu testemunho hodie herie et semper. Amem.

*   *   *

 Transcrição integral das palavras de Lúcia de Jesus que contêm a revelação da primeira e segunda partes do segredo de Fátima:

“O segredo consta de três coisas distintas, duas das quais vou revelar. A primeira foi pois a vista do inferno! Nossa Senhora mostrou-nos um grande mar de fôgo que parecia estar debaixo da terra. Mergulhados em êsse fôgo os demónios e as almas, como se fossem brasas transparentes e negras, ou bronziadas com forma humana, que flutuavam no incêndio levadas pelas chamas que delas mesmas saiam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das fagulhas em os grandes incêndios sem peso nem equilíbrio, entre gritos e gemidos de dôr e desespero que horrorizava e fazia estremecer de pavor. Os demónios destinguiam‑se por formas horríveis e acrosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros. Esta vista foi um momento, e graças à nossa bôa Mãe do Céu; que antes nos tinha prevenido com a promeça de nos levar para o Céu (na primeira aparição) se assim não fosse, creio que teriamos morrido de susto e pavor.

Em seguida, levantámos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:

Vistes o inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores, para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração. Se fizerem o que eu disser salvar‑se‑ão muitas almas e terão paz. A guerra vai acabar, mas se não deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI começará outra peor. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida, sabei que é o grande sinal que Deus vos dá de que vai a punir o mundo dos seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir virei pedir a consagração da Rússia a meu Imaculado Coração e a comunhão reparadora nos primeiros sábados. Se atenderem a meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz, se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja, os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas.

(Na 3ª Memória este è o lugar em que se situa o 3º Segredo, ao qual devem seguir as palavras – Em Portugal se conservará sempre o dogma da Fé).

Eis pois a IIIª parte do Segredo em forma de visão:

“Depois das duas partes que já expus, vimos ao lado de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fôgo em a mão esquerda,, ao centílar, despedia chamas que parecia iam encendiar o mundo, mas apagavam-se com o contacto do brílho que da mão direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro o anjo apontado com a mão direita para a terra, com voz forte disse: Penitência, Penitência, Penitência!

E vimos numa luz emensa que é Deus.‑ “algo semelhante a como se vêm as pessoas num espelho quando lhe passam por diante” um Bispo vestído de Branco “tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”. Vários outros Bíspos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no címo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fôra de sobreiro com casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e meio trémulo com andar vacílante, acabrunhado de dôr e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao címo do monte, prostrado de juelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam varios tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns atrás outros os Bíspos Sacerdotes, religíosos e refigíosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varías classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal em a mão, n’eles recolhiam o sangue dos Martíres e com êle regavam as almas que se aproximavam de Deus.”

Em seguida a esta visão os pastorinhos devem ter levantado os olhos para Nossa Senhora, que disse com bondade e tristeza: (Em Portugal se conservará sempre o dogma da Fé), por fim o meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar‑me‑á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz.

O que ficou por tratar fol a entidade do 3º castigo que precederia esse triunfo da Fé na devoção dos Sagrados Corações. Para esse fim relatou-se o conteúdo da biografia, agora publicada, relando o que a Irmã Lúcia ouviu antes de escrever a Terceira parte do Segredo, como tratamos nos últimos artigos: http://wp.me/pWrdv-1r0; https://wordpress.com/post/13927649/5548

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: