Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

ESTARIA O «QUARTO SEGREDO DE FÁTIMA» NAS MEMÓRIAS DA IRMÃ LÚCIA? – Descoberta de Antonio Socci

 

Arai Daniele

A questão do enevoado Segredo de Fátima deve a este jornalista italiano muito da sua visibilidade mediática. Antes com seu conhecido livro «Il Quarto Segreto di Fatima», 2006, Rizzoli. Agora com o artigo: “Il quarto segreto di Fatima c’è: lo prova la biografia della veggente”, Da “Libero”, 17 agosto 2014.

Diz o Autor: “Devido a muitos elementos, podia-se intuir que não era tudo. Eu, como outros autores, em 2006 publiquei o livro, “Il quarto segreto di Fatima”, onde mostrava que faltava a parte, escrita e enviada sucessivamente, com as palavras de Nossa Senhora que explicavam a mesma visão. O mesmo secretário de João XXIII, monsenhor Capovilla, que havia vivido tudo em primeira pessoa, numa conversação com Solideo Paolini acentuou justamente a existência daquele misterioso “anexo”. De parte eclesiástica desmentiu-se oficialmente que exista e que nele haja profecia concernente os tempos hodiernos.”

Meu comentário: O que Socci deu então por demonstrado, ao ponto de acusar o cardeal Bertone de mentiroso, não foi antes nem será agora demonstrado, primeiro porque o que vamos ler na biografia da Irmã em questão não o diz, segundo porque nem o infeliz e implícito «testemunho» do monsenhor Capovilla o confirmou. Aliás o que foi dito foi depois dado por não dito, porque sem prova que se tratava de dois «segredos». Desse monsenhor era só de esperar que dissesse honestamente se o que foi publicado em 2000 correspondia fielmente ao que ele ouvira, mais de uma vez, desde agosto de 1959. Mas como ali se perseguia um «scoop» estão o Sodileo Paolini pôs todo o seu talento em fazer de Capovilla uma grande testemunha da nova verdade, coisa deveras difícil.

Continua Socci com a sua «prova RATZINGER 2010»: “uma clamorosa confirmação implícita veio do mesmo Bento XVI que durante uma imprevista peregrinação a Fátima, no 13 de maio de 2010, afirmou: “Ilude-se quem pensa que a missão profética de Fátima esteja concluída”. Acrescentando: “são indicadas realidades do futuro da Igreja que na medida em que evolvem e se mostram… e portanto são sofrimentos da Igreja que se anunciam”… “O homem pode desencadear um ciclo de morte e de terror, mas não consegue interrompe-lo”. E depois: “A fé em amplas regiões da terra, arrisca de apagar como uma chama que não é mais alimentada”.

Observo que não é preciso ser depositário de nenhum grande segredo, nem ser um douto oráculo para dizer no ano 2010 o que já é uma velha realidade, a qual aliás se conhece há tempo mesmo sem aludir às suas causas religiosas e conciliares quanto à Fé. O mesmo Ratzinger, pelo menos desde 1984, na entrevista a Vittorio Messori, já falava de coisas semelhantes. O que diz então Socci agora seria nada mais que uma agravante da ação de ocultação dessa realidade desastrosa da parte dos «chefes conciliares». De fato, se é possível “intuir das palavras de Bento 16 que há deveras algo mais no Terceiro Segredo e é dramático para o mundo e para a Igreja!” como pensam continuar a dissociar o Segredo da realidade presente? Socci adianta que “Justamente à essa visita do papa é talvez devida a saída deste livro que deixa filtrar um outro pedacinho de verdade.” Porque: Este volume baseia-se nas cartas da Irmã Lúcia e no Diário inédito intitulado “O meu caminho”. Impressionante, entre os inéditos, é a história de como a Irmã Lúcia superou o terror que a impedia de escrever o Terceiro Segredo.

Vamos então ao livro original: «Um Caminho sob o Olhar de Maria», Biografia da Irmã Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado, publicado pelo Carmelo de Coimbra. com imprimatur de 23 de Agosto de 2013. Já há meses tenho esse livro do Carmelo, onde está grande parte da documentação da Irmã com alguns inéditos e a sua correspondência. Isto sei porque algo da minha com a Irmã Lúcia é citada com meu nome em nota (p. 201) e digo isto porque nessa mesma carta há algo que vai interessar bastante sobre a datação de 1960.

Vejamos o que foi publicado por Socci, que está no livro e que nos interessa aqui porque relata a dificuldade da Vidente de Fátima em escrever a terceira parte do «Segredo» como lhe foi ordenado pelo seu Bispo.

«Embora com repugnância e algum receio de, mais uma vez, não conseguir, o que a deixava deveras perplexa, tentou novamente [escreve-lo]e não foi capaz! Vejamos como nos narra esse drama (p. 266):

Enquanto que esperava a resposta, no dia 3-1-1944, ajoelheime junto da cama que, por vezes, me serve de mesa para escrevei) e de novo fiz a experiência, sem nada conseguir o que mais me impressionava, era que no mesmo momento escrevia sem dificuldade qualquer outra coisa. Pedi então a Nossa Senhora que me fizesse conhecer qual era a Vontade de Deus. E dirigi-me para a capela, eram as 4h da tarde, hora a que costumava ir fazer a visita ao Santíssimo, por ser a hora a que ordinariamente está mais só, e não sei porquê, mas gosto de me encontrar a sós com Jesus no Sacrário.

Aí ajoelheime no meio, junto ao degrau da mesa da Comunhão e pedi a Jesus que me fizesse conhecer qual era a Sua Vontade. Habituada como estava, a crer que as ordens dos Superiores são a expressão certa da Vontade de Deus, não podia crer que esta o não fosse. E perplexa, meio absorta, sob o peso duma nuvem escura que parecia pairar sobre mim, com o rosto entre as mãos, esperava, sem saber como, uma resposta. Senti então, que uma mão amiga, carinhosa e maternal me toca no ombro, levanto olhar e vejo a querida Mãe do Céu.

«Não temas, quis Deus provar a tua obediência, Fé e humildade, está em paz e escreve o que te mandam, não porém o que te é dado entender do seu significado. Depois de escrito, encerrao num envelope, fecha-o e lacra-o e escreve por fora, que só pode ser aberto em 1960, pelo Sr. Cardeal Patriarca de Lisboa ou pelo Sr. Bispo de Leiria». E senti o espírito inundado por um mistério de luz que é Deus e N’Ele vi e ouvi,

A ponta da lança como chama que se desprende, toca o eixo da terra, Ela estremece: montanhas, cidades, vilas e aldeias com os seus moradores são sepultados. O mar, os rios e as nuvens saem dos seus limites, transbordam, inundam e arrastam consigo num redemoinho, moradias e gente em número que não se pode contar) é a purificação do mundo pelo pecado em que se mergulha. O ódio, a ambição provocam a guerra destruidora! Depois senti no palpitar acelerado do coração e no meu espírito o eco duma voz suave que dizia: – No tempo, uma Fé, um só Batismo, uma Igreja, Santa, Católica, Apostólica. Na eternidade, o Céu!

Esta palavra Céu encheu a minha alma de paz e felicidade, de tal forma que quase sem me dar conta, fiquei repetindo por muito tempo: – O Céu! O Céu! Apenas passou a maior força do sobrenatural, fui escrever e fi-lo sem dificuldade, no dia 3 de Janeiro de 1944, de joelhos apoiada sobre a cama que me serviu de mesa. (O Meu Caminho, I, p. 158 – 160.)

Este texto guardado é deveras interessante, Tanto pelo seu conteúdo, como pelo relato da dificuldade encontrada pela Irmã para escrever o Segredo, como pela confirmação que foi Nossa Senhora a estabelecer a data de 1960 para a sua abertura.

Mas Socci vai além: deduz que “o Terceiro segredo é composto por duas partes: uma, a visão, escrita e enviada antes, enquanto a outra – aquela que nas palavras de Nossa Senhora é “o significado” da visão mesma – foi escrita e enviada sucessivamente.”

Segundo Socci, tratar-se-ia do “famoso e misterioso «anexo» a que acenou Capovilla… seria o texto, ainda não publicado, onde presumidamente está a parte que mais assustou a Irmã Lúcia. A mesma parte que assuntou João XXIII (mas também, antes dele, Pio XII) e que Roncalli decidiu não fazê-la conhecer porque – na sua opinião – podia ser só um pensamento da Irmã e não ter origem sobrenatural. É uma parte tão explosiva que continuam ainda a negar-lhe existência oficialmente. E a abertura de Bento XVI em 2010, que levou também a publicação deste volume, hoje voltou a fechar-se. A demonstrá-lo está o que aconteceu com Solideo Paolini, o maior estudioso italiano de Fátima que, em vista das páginas deste licro que lhe enviei, escreveu ao Carmelo de Coimbra pedindo de poder consultar as duas obras inéditas mencionadas no volume, considerando que ali haja ulteriores detalhes sobre a parte secreta.”

A este ponto, a total ausência de resposta ao pedido do «maior estudioso italiano de Fátima», significa para ele e Socci um «sim», porque «quem cala consente»! Eis um modo avançado de deduzir uma ideia que se quer confirmada como verdade!

“Evidentemente a resposta era «sim», mas não se pode dar, porque seria explosiva…

Todavia a visão que eu apenas citei indica dois elementos que presumivelmente estão contidos no texto inédito do Segredo: a profecia de uma imensa desgraça para o mundo e uma grande apostasia e crise da Igreja; uma prova apocalíptica no fim da qual – Nossa Senhora o disse em Fátima – «o meu Coração Imaculado triunfará»… significa que hoje, em 2014 já entramos nessa espantosa prova? De fato basta ler as notícias…

A este ponto, depois de reconhecer que Socci tem sido útil para a difusão do «Segredo» e ainda mais pelo trabalho que fez sobre o Cristianismo como Religião mais perseguida da Terra, devemos voltar à realidade de Fátima, que não é nenhuma Medjugorge, tanto louvada por esse Autor. Minha análise sobre o Segredo è uma leitura da visão simbólica publicada no ano 2000, mas censurada e encampada pelos occupante do Vaticano. Isto sim è uma realidade macroscópica que não se quer reconhecer porque dizem o que a visão representa: que o Papa católico foi morto com seu inteiro séquito fiel a tiros e «setas», para que seja claro quanto esta visão è símbolo do atentado atual, não só aos que eram fiéis, mas à Fé e Igreja que eles representam. Não se quer ver isto como a verdadeira catástrofe que já era mais clara em 1960, quando foi eleito Roncalli, clérigo modernista e filo-maçom que operou para maçonizar a Igreja, como aconteceu? Esse desastre já estava numa entrevista da Irmã Lúcia ao Padre Fuentes, que foi censurada.

A enormidade da ruína se conheceu pela manipulação da verdade na sua mesma Sede terrena, a Santa Sé a que foi constituída para confirmar a Verdade, mas a corrompeu com o Vaticano 2; a que detinha a Mensagem de Fátima para chamar o mundo à conversão e penitência, mas censurou-a como profecia de desgraças. Mas porque não se citam os documentos reais que indicam o atentado à Fé e a Igreja, que são amplamente atestados por autoridades católicas há décadas? Quanto à Fátima, temos neste texto, de novo, a prova que foi manipulada sua datação de 1960, como a mesma Vidente.

Esta foi levada a dizer que esta data era posta ali de sua intuição e iniciativa. Porque? Pois é sobre isto que ela me respondeu, justamente nessa carta (24 de Junho de 1987) assinalada por esta nova biografia documentada da Irmã Lúcia (p. 201).

Na carta de 24.6.87 que recebi da Irmã Lúcia, esta responde à minha questão, repetindo-a: “O ano 1960, crucial na vida da Igreja e do mundo, por muitos factos ainda invisíveis, era previsto como momento para o conhecimento do Segredo, mas como a Misericórdia divina deu a conhecer a Irmã Lúcia esta data? A Irmã responde: “O como tive conhecimento desta data não estou autorizada a esplicá-lo aqui, mas tenhamos presente que, a autorização dada para que a Igreja podesse abrir a minha carta, não foi uma ordem para que a públicasse.”

Parece impossível conciliar aqui as duas coisas. Se foi a mesma Lúcia que estabeleceu o ano 1960 para a abertura da terceira parte do Segredo, como pode ela referir-se aqui à uma autorização à si mesma e depois à uma outra autorização e possível ordem dada para a Igreja ? Mistério ! E pretendem que hoje se acredite que o véu desta data, que manteve suspensa a atenção da Cristandade e do mundo por mais de meio século, não seja indicação do mesmo segredo, mas de uma intuição da Vidente?

De todo modo, não é possível mudar os fatos da história desse período. Na Igreja tudo mudou e não há dúvida que essas mutações no mundo católico causaram uma radical mudança na sociedade humana, degradação que foi constatada em todo o mundo.

Trata-se da mutação silenciosa que abriu as portas da sociedade à uma revolução social de enormes proporções, que mudou o modo de pensar e de viver do nosso tempo. E como é sempre o mundo espiritual a guiar o social, há que responder à questão de qual teria sido este evento para a Igreja? Compete pois a quem nega a importância desta data explicar a clamorosa coincidência pela qual justamente então iniciou a descristianização do mundo e a apostasia universal. Como escreve um teólogo: “Pode-se afirmar sem dar provas que a causa de toda a crise da Igreja é o próprio Vaticano 2 (convocado então). Quem deve fornecer as provas é quem nega essa causa eficiente do desastre eclesial. Mas para ser credível deverá revelar qual outro evento superou o Vaticano 2 em tão nefastas conseqüências, mais claras em 1960, como previsto para o Terceiro Segredo. O único evento devastador que o precedeu nesse período e que arruinou o mundo cristão, foi a negativa de João XXIII de publicar o Segredo da Mãe celeste para a salvação de seus filhos.”

Como se pode concluir, se a terceira parte da mensagem de Fátima ficasse privada da referência de uma data, a sua natureza profética ficaria, se fosse possível, neutralizada para prevenir perigos para a Fé. Como acreditar pois que 1960 foi um ano inventado pela Irmã Lúcia? Se assim fosse, como é possível que em 1959 o Bispo de Leiria-Fatima, Mons. Venancio, tenha se dirigido a todos os bispos do mundo, para propor a preparação ao evento da publicação da Terceira parte do Segredo com uma universal novena de oração. O apostolado de Fátima, feito de oração e penitência para obter a ajuda divina, concordava plenamente com a ortopraxis católica para os momentos difíceis, que quer os fieis atentos aos sinais divinos através da palavra do Chefe da Igreja. Mas no Vaticano a posição – ainda velada – era contrária às conversões e portato oposta à de Fátima.

Isto sim apoia-se em fatos de enorme gravidade que serviram à degradação ecumenista do mundo e só podem evocar castigos como foi o do dilúvio universal. Basta dizer que o mundo católico recebeu o sinal que o Vigário de Cristo, o Representante de Deus no mundo foi «liquidado» junto ao seu inteiro séquito fiel, mas até hoje não quer ligar a visão profética à realidade presente. Preferem aceitar como papa os que corrompem a santa Doutrina e acusar os católicos, assim chamados «sedevacantistas», que vêem o resultado dessa morte virtual. Mas afinal quem ama realmente o Pontífice Romano: quem vê no seu lugar um desviado da Palavra de Cristo, ou quem sabe que essa Sede não pode ser conspurcada por simulacros ecumenistas que não confessam – no tempo, uma só Fé, um só Batismo, uma só Igreja, Santa, Católica, Apostólica. Na eternidade, o Céu! ? É a questão crucial explicada pela Mãe de Deus e nossa: não há maior ruína do que a apostasia dessa Verdade – pela qual Jesus Cristo sofreu a Sua Paixão – pregada em nome da Sua mesma Igreja.

Eis a magna abominação espiritual à qual corresponde a maior desolação final.

ARTIGOS RELACIONADOS

En Français: http://www.agerecontra.it/public/pres30/?p=9996

em português: https://promariana.wordpress.com/2010/10/05/da-validade-do-segredo-publicado-em-2000/;

in English: https://promariana.wordpress.com/2012/11/01/2567/;

in Italiano: Autenticità del «Segreto» pubblicato nel 2000: http://wp.me/pWrdv-Ml

En Espanhol: https://wordpress.com/post/13927649/4218

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: