Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

OS CAMINHOS DE DEUS E OS CAMINHOS DOS HOMENS

luz de Deus

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos São Paulo na sua epístola aos Efésios:

«Bendito seja o Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as benção espirituais nos Céus, em Cristo. Foi assim que nos escolheu n’Ele, antes da Criação do mundo, para sermos santos e imaculados diante d’Ele, predestinando-nos, no Seu amor, a tornarmo-nos Seus filhos adoptivos por Jesus Cristo, resolução tomada de Sua livre vontade, e fazendo resplandecer a Glória da Sua Graça, pela qual nos tornou agradáveis a Seus olhos no Seu muito amado Filho. Por Seu Sangue, n’Ele encontramos a Redenção, a Remissão dos pecados, segundo a riqueza da Sua Graça, por Deus derramada abundantemente sobre nós, com plena Sabedoria e Inteligência, dando-nos a conhecer o Mistério da Sua Vontade, as benévolas intenções que em Si próprio havia formado, para as realizar logo que se tivessem cumprido a plenitude dos tempos: reunir todas as coisas, tanto as que estão nos Céus, como as da Terra, sob um único chefe – Nosso Senhor Jesus Cristo. É também n’Ele que nós fomos escolhidos, designados antecipadamente de harmonia com o plano pré-estabelecido d’Aquele que governa todas as coisas, conforme o arbítrio da Sua Vontade, para sermos, em louvor da Sua Glória, aqueles que já antes esperámos em Cristo. É n’Ele, que vós também, depois de terdes ouvido a Palavra da Verdade, o Evangelho da vossa Salvação, e n’Ele terdes acreditado, fostes marcados com o Selo do Espírito da Promessa, o Espírito Santo que constitui o Penhor da nossa Herança, e prepara a Redenção do Povo, que Deus adquiriu para louvor da Sua Glória.»

Sabemos que são três os inimigos da alma: O MUNDO, O DEMÓNIO E A CARNE. Contudo, o mais importante, o mais devastador, o mais encarniçado é, sem dúvida, o mundo. Nada mais desagradável para a alma devota, para a alma animada de verdadeira Caridade Sobrenatural, do que “as piadas” do mundo, os juízos malfazejos das pessoas do mundo, com a mentalidade do demónio.
Fundamentalmente, a insinuação de doença mental é o que mais magoa; sobretudo pela revelação da maldade do insinuante, que incapaz de argumentar filosófica e teològicamente, julga aniquilar socialmente o adversário, reduzi-lo a um patamar “abaixo de cão” – e o facto é que muitas vezes consegue.
A razão profunda pela qual o mundo constitui o principal inimigo da alma – É PRECISAMENTE PORQUE A GRANDE MAIORIA DOS HOMENS SÃO MAUS, EM TODAS AS ÉPOCAS E TODOS OS LUGARES.
Nosso Senhor amava tanto as crianças, porque de alguma maneira elas reflectem com fidelidade as perfeições Divinas, irradiando como que uma Humanidade paradisíaca, sem pecado original e sem pecados actuais.
Quando os progressistas de todo o tipo apelam para uma “fé adulta”, contradizem a Nosso Senhor, O Qual afirmou que “Se não fordes como as crianças não entrareis no Reino dos Céus”.
O mundo nunca compreendeu a vocação religiosa; o apelo do Claustro, a fuga ao “RUÍDO”, tanto em sentido físico, como em sentido psicológico e espiritual, a vida escondida sobrenaturalmente em Deus Nosso Senhor; tudo isso constitui para o mundo, no mínimo, uma tremenda fonte de tédio.
Ora a seita anti-Cristo, apóstata e pederasta, que usurpou a Santa Madre Igreja, incorporou tudo o que há, e sempre houve, de pior no mundo, particularmente: UMA GULA DEICIDA POR TODAS AS SENSUALIDADES TERRENAS; UM ÓDIO VISCERAL AOS CATÓLICOS FIÉIS; A TENDÊNCIA PARA OS CONSIDERAR DOENTES MENTAIS.
Uma das acusações mais frequentes que o mundo aleivosamente dirige aos verdadeiros católicos, é o de pretenderem, com a Religião, legitimar o seu fracasso pessoal, sobretudo no domínio afectivo. Não se nega que muitas vezes Deus Nosso Senhor utiliza os traumatizantes embates com a vida, COMO CONDIÇÃO EXTRÍNSECA PROVIDENCIAL DA INFUSÃO DA GRAÇA SOBRENATURAL; ESTA ÚLTIMA, PORÉM, É ABSOLUTAMENTE INCOMENSURÁVEL COM AS VICISSITUDES HUMANAS E TERRENAS.
Esta argumentação é essencial para compreender como os caminhos dos homens se cruzam com os caminhos de Deus, ainda que incomensuráveis uns com os outros. Não podemos confundir o ressentimento com a vida, provocado por injustiças e tragédias pessoais, com o autêntico desvelar dos caminhos Sobrenaturais, dos caminhos da Eternidade, que essas desgraças, por vezes, EXTRÌNSECAMENTE condicionam. O ressentimento, enquanto tal, é essencialmente negativo, e só pode conduzir A FALSAS CONVERSÕES, A FALSAS VOCAÇÕES, E A MÁS SUBLIMAÇÕES, das quais, infelizmente, a História da Igreja está assaz eivada.
O verdadeiro caminho para Deus Nosso Senhor não é, nem pode ser, o de uma amargura a carcomer-nos interiormente, não, a ascensão Sobrenatural de uma alma é constituída, sem dúvida, por grandes sofrimentos de ordem moral, mas sofrimentos ilustrados pelo refrigério de uma Luz Celestial, irradiante da Verdade e da Bondade infinitas do Deus Santo, da Santíssima e indivisível Trindade, da adorável Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Um dos sinais, quase infalível, de que uma alma, experimentada sobrenaturalmente pela cruz, está percorrendo as veredas do conhecimento e do amor de Deus, reside exactamente no crescendo de críticas que a alma de todo o lado recebe, a começar na própria família. QUANTO MAIS SE ESFORÇA, COM O AUXÍLIO DE DEUS, PARA SER MELHOR, MAIS CRITICADA É.
Se há algo que o mundo não suporta, nem tolera, é uma alma com boas disposições sobrenaturais, inebriada pelo Lume Divino, resolvida a fazer-se santa, em Deus, com Deus, por Deus, e para Deus.
Devemos assinalar que nenhuma alma, nenhum anjo, existe por acaso; cada ser espiritual é objecto de particular atenção da parte de Deus, porque todos, de uma forma ou outra, devem anunciar a Glória extrínseca de Deus, amando-O e servindo-O; ou recebendo a justa e Eterna punição. A dignidade ontológica da alma exige necessàriamente o castigo para a sua maldade operativa.
Cada um de nós só pode ser quem é, exactamente na família em que nasceu, no tempo em que nasceu, no local em que nasceu. Não olvidemos que a individualidade de cada pessoa provém da matéria e não da forma espiritual, a qual confere a unidade específica. Mas Deus Nosso Senhor tudo previu, tudo hierarquizou para que cada um de nós seja quem é, e aquilo que Deus quer que ele seja.
Para Deus não existe acaso; porque na Sua Infinita Sabedoria, nem sequer depende dos entes para obter o conhecimento acerca deles mesmos – Deus TUDO CONHECE NA PRÓPRIA ESSÊNCIA E PELA SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA.
O acaso é fruto do nosso parcial conhecimento acerca das leis que regem a realidade. Mesmo quando os homens podem prever ESTATÌSTICAMENTE, determinada classe de fenómenos, é frequente não conseguirem Individualizá-los. Mas Deus conhece todo o real, inclusive todo o singular, bem como todo o possível, no Mesmo e Único Acto, Infinitamente fecundo, pelo qual também se conhece a Si Próprio, e pelo Qual gera o Verbo de Deus.
Assimilemos bem esta verdade: OS TEMPOS DE DEUS NÃO SÃO OS TEMPOS DOS HOMENS.
Efectivamente, cá na Terra, mesmo as almas piedosas, têm tendência para determinar os desígnios de Deus segundo a curta medida da vida dos homens. Já no tempo dos Apóstolos havia almas que julgavam a Parúsia iminente. Hodiernamente produzem-se asserções precisamente no sentido de considerar que vivendo a idade do anti-Cristo, a idade pós-Cristã, a Parusia está iminente – E TÊM RAZÃO; contudo o “iminente” não deverá ser interpretado com todo um rigor cronológico. A HUMANIDADE TEM AINDA DE SUPORTAR MUITOS E MUITOS CASTIGOS, MUITOS E MUITOS SOFRIMENTOS, DE PROVENIÊNCIA NATURAL E HUMANA, ATÉ ESTAR “AMADURECIDA” PARA A PARÚSIA. FUNDAMENTALMENTE, OS ELEITOS TÊM DE SE PURIFICAR PELO SOFRIMENTO, COM O AUXÍLIO DE DEUS, PARA SEREM REALMENTE ELEITOS, E ASSIM DE ALGUM MODO, NAS PALAVRAS DE NOSSO SENHOR, CONCORREREM PARA ABREVIAR OS DIAS DO ANTI-CRISTO.
NO CÉU SÓ HÁ SANTOS!

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 7 de Setembro de 2014

Uma resposta para “OS CAMINHOS DE DEUS E OS CAMINHOS DOS HOMENS

  1. Zoltan Batiz setembro 10, 2014 às 3:45 pm

    Sim. Tem razão. Outro exemplo de “juízos malfazejos das pessoas do mundo, com a mentalidade do demónio” é, quando um homem quer viver em castidade e rejeita as mulheres de rua, fica acusado de sodomia (o que é considerado aceitável).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: