Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

O AFOITO ABASTARDAMENTO DO SACERDÓCIO CONCILIAR/ECUMENISTA

Bergoglio e Dilma 

Arai Daniele

Com os atuais miasmas bergoglientos, muitos consagrados que até há alguns anos eram tidos por combatentes da Igreja e resistentes aos abusos clericais, vão sendo agora sacudidos por um afoito ventinho que os faz cair como frutas maduras e espatifando-se num lamaçal de enganos.

Aqui vamos contar o caso desse padre, da famosa Rádio Maria italiana, visto por António Socci, o autor do livro recente que nega a legitimidade da eleição de Bergoglio, como um lutador impoluto pela fé. Mas agora tudo se inverte como veremos no artigo posto no sito «agerecontra», sob o título: “Come di toccano i soldi, Padre Livio prende fuoco…” http://www.agerecontra.it/public/press40/?p=11476&cpage=1#comment-12094 (Apenas lhe tocam a grana, Padre Lívio inflama-se)

O Editor do sito anuncia, “Muitas vezes criticamos o escritor Antonio Socci, que continua a ser um conciliar ratzingeriano, com a agravante medjugoriana e que certamente não goza de nossa proximidade ou simpatia. É claro que nós nunca sequer poupamos a Livio Fanzaga, de quem esperamos uma resposta a uma carta aberta que encontra-se alguns posts abaixo, assinado pela Sra. Adriana. Do seu perfil no Facebook, ou melhor, de sua página pública oficial, ele escreve algo interessante do seguidíssimo Livio Fanzaga, embora não esquecemos o fato de que ele só agora, que não colabora mais com a Rádio Maria, o ataca…”

Nesse sentido reproduzimos aqui a página de seu mesmo sito por nós traduzida. O fazemos pelo interesse que despertam os escritos do P. Lívio porque dificilmente poder-se-ia ter antecipado melhor uma sintetizada descrição da triste figura de Bergoglio, seu futuro «papa», que, porém, hoje ele exalta, condenando com força os católicos que relevam nos gestos e palavras deste escandalosos desvios.

Ora Socci, que colaborou intensamente com esse consagrado «radialista», acaba de publicar um livro pondo em dúvida a eleição papal do dito cujo, dizendo que o faz: “in obbedienza al grido della mia coscienza”. De fato, quando tratei da questão no sito italiano, abrí o artigo com a constatação que são cada vez mais os crentes que não conseguem ver em Bergoglio um verdadeiro bispo, tanto menos um papa. Mas passemos ao artigo de Socci, para concluir com as muito interessantes considerações passadas do Padre sobre o abastardamento clerical, que ele via como uma ameaça, mas que agora não vê personificado pelo seu mesmo «papa»!

Socci escreve: COMO SE TOCA NA GRANA PADRE LIVIO SE INFLAMA e dispara coisas incríveis. Hoje chegou a dizer que a Madonna apareceu em agosto contra quem, como o subscrito parou de enviar dinheiro para A RÁDIO MARIA DO PADRE LIVIO … Que vergonha “usar” assim a Madonna. a Rádio Maria hoje tornou-se uma estação radiofônica onde domina um patrão cuja violência verbal certamente não faz pensar em Nossa Senhora. As doações à RÁDIO estão compreensivelmente colapsando e continuarão assim até quando será usada por um patrão que, em vez de difundir a ternura da Madonna vomita insultos violentíssimos contra os outros cristãos que não estão dispostos a virar a casaca. Hoje ele acusou-me pesadamente de ser emissário di Satã (releia-se ele o Catecismo sobre os juízos temerários e lembre-se que a ira é um vício capital). Mas quero lembrar o que ele escreveu até o outro dia. Eis algumas de suas páginas onde fala de eclesiásticos que tornam-se instrumentos de Satanás :
“Há uma tentação que atinge a Igreja desde o exterior, quando o mundo a impele à secularização, à tibieza e à assimilação à sua mentalidade (…). Mas existe também uma série de tentações que vêm de seu interior e que visam adulterar e corromper a autêntica experiência religiosa. Um dito popular diz que Satanás se disfarça de frade. O que significa esta afirmação surpreendente à primeira vista? Com ela a sabedoria dos simples nos quer pôr em guarda das falsas representações da religião e das suas astúcias e interessadas instrumentalizações. Agrade ou não, também os homens da Igreja, singularmente, podem enganar, mas fazem-no com astúcia, revestindo-se das vestes sagradas, de modo que a vigilância deve ser reforçada. (…) Quando a mania de aparecer entra na Igreja, engendra-se a religião espetáculo. Trata-se de uma tentação de grande atualidade, sobre a qual se deve refletir atentamente (…). A religião que se exibe, a religião que à predicação prefere os spots publicitários, a religião que busca vistosos sinais, a religião que se torna ingrediente do mundo não tem nada que ver com o caminho da cruz percorrido por Cristo; é a enésima falsificação satânica do sentimento religioso (…). São sobretudo os ministros da Igreja que devem vigiar, a fim de que satã não os fisgue e consiga desviá-los. Infelizmente não é raro o espetáculo mortificante de ministros da Igreja que, alegando o pretexto de ir ao encontro dos homens, obscurecem, quando não negam, tudo aquilo que no Evangelho é incômodo. As mesmas límpidas palavras de Jesus são afoitamente censuradas ou deformadas ou adaptadas ao sabor das modas. Vendem a graça a baixo preço, como diria Bonhoeffer, para obter um fácil consenso, para serem louvados e para se arregimentarem uma claque pessoal. A eles interessa mais a enganosa e instável popularidade do mundo do que a aprovação de Deus (…). No entanto, deveriam ter diante dos olhos o exemplo de Jesus que, abandonado pelas gentes, dirigiu-se aos apóstolos dizendo: ‘Quereis afastar-vos também vós?’ (Jo 6, 67). Ai dos ministros da Igreja que não saberão apresentar aos seus fiéis uma religião pura e autêntica. Um pastor hipócrita não pode guiar a grei nos caminhos da salvação. Um pregador infiel na doutrina oferece alimento envenenado ao seu rebanho. Um ministro de Deus incrédulo mata as almas. Se o maligno seduz o pastor, tremendas são as conseqüências para as ovelhas. Ai daquela comunidade que ao invés de pastor tem um mercenário (cfr. Jo 10,12) e são assim expostas à ferocidade de lobos vorazes (cfr. Atos, 20,29)”.
Padre Livio Fanzaga, «A tentação» (Sugarco 2009, pp. 180-185)
E mais: “O Diabo propõe a paz universal em troca – por exemplo – da rendição sobre valores não negociáveis, aduzindo que não serve continuar a discutir e polemizar, quando bastaria dar livre curso a qualquer ideologia que apóia o aborto, o divórcio, a eutanásia, os matrimônios homo-sexuais, etc., para ver realizada finalmente a concórdia entre os homens. Neste contexto, como reagir? Ocorre ser intransigentes, não ceder a compromissos com a verdade do Evangelho, ser luz do mundo e sal da terra, sempre e em todo lado anunciando que só Cristo é a nossa paz e que sem Deus não há modo de obter a verdadeira paz no mundo. Sejamos pois atentos cada vez que nos aplaudem e nos fazem elogios, porque podemos talvez ter adentrado a via da falsa paz, feita de falso ecumenismo, de compromissos, de silêncios e traições da verdade.
No fundo, é Jesus mesmo que nos oferece no Evangelho um critério de verdade, prenunciando: ‘Perseguiram a Mim, perseguirão também vós (Jo 15,20). Se seremos perseguidos, saberemos que estaremos caminhando sobre as pegadas de Cristo, na verdade. Ocorre pois pedir ao Senhor o dom do Espírito Santo, para ter fortaleza, conselho, sabedoria. A batalha é de fato violenta, mas muitas vezes assume formas ocultas, tortuosas, e é preciso precaver-se contra os enganos do Demônio”.

São pensamentos do Padre Livio Fanzaga (con Diego Manetti), «Medjugorje e il futuro del mondo» (Piemme 2014, pp. 45-46). Pensamentos e conselhos para os crentes que, porém, não seriam aplicáveis ao seu atual «sumo lobo»!

Não se consegue entender até que ponto chega a hipocrisia clerical. Mas uma coisa é certa: quando se descreve tudo isto e não se distingue um desviado que ocupa afoitamente a Santa Sé de São Pedro, então, visto que não se trata de cegueira mas de baixo oportunismo, pode-se mesmo falar de «afoito abastardamento do sacerdócio conciliar/ecumenista! Leia-se o Oráculo do Senhor ao Profeta Malaquias para conhecer ali a profetizada desgraça dos sacerdotes interesseiros e enganadores.

Que o Senhor livre Seu povo dos falsos pastores mercenários (cfr. Jo 10,12) que assim expõem as almas à ferocidade de lobos vorazes nos mais altos escalões!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: