Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

ORÁCULO DO SENHOR AO PROFETA MALAQUIAS SOBRE O SACRIFÍCIO IMPURO E O SACERDÓCIO FALAZ

 NOVA MISSA

Arai Daniele

 

PROFECIA DE MALAQUIAS

Malaquias, o último profeta do Antigo Testamento, exerceu o seu ministério depois do cativeiro de Babilônia, quando o templo já estava restaurado. Refere-se à ingratidão dos judeus para com o Senhor, que os castigará para purificá‑los a fim de que recebam o Messias com espírito contrito. Fala também dos matrimônios, portanto do adultério.

O livro de Malaquias emprega a forma de diálogo, e com língua castiça e estilo claro e enérgico repreende os sacerdotes e o povo, e mostra que Deus é pai amoroso e juiz implacável.

O livro é dividido em duas partes, além da introdução e do epílogo.

Introdução (1, 1‑5): Compara os Judeus aos Idumeus, e mostra a paternal providência de Deus para com Israel.

E visto que fala do Sacrifício da Vítima querida por Deus, pode-se dizer que prevê o Novo Israel, a Igreja do Sacrifício do Amor perpétuo.

Primeira parte (1, 6 ‑ 2, 9): Repreende os sacerdotes pelas seus torpes enganos e negligências no culto divino dos sacrifícios.

Anuncia que Deus rejeitará e fará cessar os sacrifícios levíticos, e em seu lugar designará uma vítima imaculada que será oferecida em qualquer parte da terra. É a profecia acima citada sobre o Sacrifício perfeito.

Segunda parte (2, 10 ‑ 4, 3): Censura o povo pela negligência nos dízimos, pelos escandalosos casamentos com mulheres estrangeiras, e anuncia o julgamento de Deus e o Precursor do Messias.

Epilogo (4, 4‑6): Exige o retorno à observância da Lei, e promete que cedo haverá de aparecer o Precursor do Messias.

Assim o último profeta do Antigo Testamento marca a dignidade profética conferida a São João Batista.

Amor de Deus para com o seu povo

Duro oráculo do Senhor contra Israel, por intermédio de Malaquias.

Eu vos amei, diz o Senhor, e vós dissestes: Em que nos amaste? Porventura não era Esaú irmão de Jacó? diz o Senhor. E contudo eu amei Jacó, e aborreci Esaú, e reduzi os seus montes a uma solidão, e deixei a sua herança aos dragões do deserto. E se a Iduméia disser: Nós fomos destruídos, mas voltaremos para edificar o que foi destruído, isto diz o Senhor dos exércitos: Eles edificarão, e eu destruirei; e serão chamados país de impiedade, povo contra o qual se irou o Senhor para sempre. E os vossos olhos o verão, e vós direis: Glorificado seja o Senhor sobre a terra de Israel.

Pecados dos sacerdotes que oferecem coisas impuras

O filho honra seu pai, e o servo reverencia o seu senhor. Se eu, pois sou vosso pai, onde está a minha honra? E se eu sou o vosso Senhor, onde está o temor que se me deve? Diz o Senhor dos exércitos. Convosco falo, ó sacerdotes, que desprezais o meu Nome, e que dizeis: em que desprezamos nós o teu Nome? ‘Vós ofereceis sobre o meu altar um pão imundo, e dizeis: Em que te profanamos nós? Nisso que dizeis: A mesa do Senhor está desprezada. Se vós ofereceis uma (hóstia) cega para ser imolada, não é isto mau? E se ofereceis uma que é coxa e doente, não é isto mau? Oferecei estes animais ao vosso governador, e vereis se eles lhe agradarão, ou se ele vos receberá com agrado, diz o Senhor dos exércitos. Agora, pois fazei as vossa­s orações diante de Deus para que ele se compadeça de vós (porque tudo isto foi feito por vossas mãos), a ver se vos recebe favoravelmente, diz o Senhor dos exércitos.

  •  Nota do CP. I ‑ 2. Amei a Jacó… O povo de Israel, ingrato a tantos benefícios recebidos de Deus, não se lembra que foi desde o princípio preferido ao povo descendente de Esaú. São Paulo aplica este texto no sentido espiritual ao mistério da predestinação (Rm X, 6‑16). Deus quer oblações puras: desinteressadas na sua intenção.

Quem há entre vós que feche as portas e acenda o lume sobre o meu altar gratuitamente? o meu afeto não está em vós, diz o Senhor dos exércitos, nem aceitarei oferenda alguma da vossa mão. Desde o nascer do sol até ao poente, o meu nome é grande entre as nações, e em todo o lugar se sacrifica e se oferece ao meu Nome uma oblação pura; porque o meu Nome é grande entre as nações, diz o Senhor dos exércitos.

E vós o tendes profanado, dizendo: A mesa do Senhor está contaminada; e aquilo que se oferece em cima dela, é desprezível como o fogo que o devora. E dissestes: Eis que te oferecemos o fruto do nosso trabalho, e com isto tornastes desprezível o que oferecestes. diz o Senhor Deus dos exércitos, e trouxestes‑me reses mancas e doentes, que eram o fruto das vossas rapinas, e m’ás oferecestes de presente. Julgais vós, pois, que eu receberei um tal presente da vossa mão? diz o Senhor. “Maldito seja o homem enganador, que tem no rebanho um animal são e votado ao Senhor e Lhe sacrifica um doente; porque sou o grande Rei, diz o Senhor dos exércitos, e meu Nome é temido entre as nações.

  • Na Vulgata: “Et dixistis: Ecce de labore, et exsufflastis illud, dicit Dominus exercituum; er intulistis de rapinis claudum et langudum, et intulistis munus: unquid suscipiam illud de nabu vestra? dicit Dominus. Maledictus dolosus qui habet in grege suo masculum, et votum faciens, immolat debite Domino: quia rex magnus ego, dixit Dominus exercituum, et nomen meum horribile in gentibus.Aqui basta relevar na «nova Missa de Paulo 6º», na preparação dos dons para a consagração do Corpo e Sangue de Jesus Cristo, no ato que deveria ser da oferta, o impudente uso da palavra «trabalho»: – vos oferecemos o pão e o vinho, fruto da terra e do trabalho do homem. Ora, até na vida civil, nenhuma oferta educada é feita mencionando o trabalho ou o custo do que é oferecido. Tanto menos poderia tal palavra estar na oferta da sagrada Hóstia, que é o próprio Jesus, Filho de Deus que se ofereceu imolado para a nossa redenção. Qual trabalho humano pode ser invocado diante de tal Sacrifício de salvação? Se fazê-lo já era sinal implícito de desprezo pelo Sacrifício Divino da Missa, não tardaram a seguir sinais explícitos da contaminação litúrgica que degradou a espiritualidade na Igreja e no mundo.http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=QN5yW-Eh9nk

    E dizer que tudo havia sido predito ao Profeta Malaquias, muito antes da Paixão!

Exprobrações e ameaças aos sacerdotes que faltam a seus deveres

E agora esta é, ó sacerdotes, a ordem que se vos intima. Se me não quiserdes ouvir e se não quiserdes aplicar o vosso coração a dar glória ao meu Nome, diz o Senhor dos exércitos, eu vos mandarei a indigência, e amaldiçoarei as vossas bênçãos; sim, eu as amaldiçoarei, porque não puseste as minhas palavras sobre o vosso coração. Eis que vos tirarei a espádua e atirar­‑vos‑ei à cara com o esterco das vossas solenidades, e ele se pegará a vós. Então sabereis que fui eu que vos mandei esta ordem, para que a minha aliança com Levi subsistisse, diz o Senhor dos exércitos. A minha aliança com ele foi de vida e de paz; e eu dei‑lhe o meu temor, e ele temeu‑me, e tremia em face do meu Nome. A lei da verdade esteve na sua boca, e a iniqüidade não se achou nos seus lábios; andou comigo em paz e em equidade, e afastou muitos da iniqüidade. Porque os lábios dos sacerdotes serão os guardas da ciência, e da sua boca se há de aprender a lei, porque ele é o anjo do Senhor dos exércitos. Mas vós desviastes‑vos do caminho, e escandalizastes a muitos na (observância da) lei: tornaste nula a aliança que eu havia feito com Levi, diz o Senhor dos exércitos. Por isso, como não guardaste os meus caminhos, e, quando se tratava de sentenciar, seguindo a minha lei, fizestes acepção de pessoas, também eu vos tornarei desprezíveis e vis aos olhos de todos os povos.

(ver http://fratresinunum.com/2014/11/03/uma-visao-profetica-do-padre-pio/)

Notas: Pão… expressão que designa aqui todo o gênero de ofertas.

  • Aqui temos o versículo (11) aplicado pela tradição católica ao sacrifício da Lei nova, ao Sacrifício eucarístico.
  • A espádua das vítimas era a parte reservada aos sacerdotes em certos sacrifícios.
  • Seguem as exprobrações aos Judeus por causa dos casamentos com mulheres «estrangeiras» à lei.

 

Porventura não é um mesmo o pai de todos nós? Não foi um mesmo Deus que nos criou? Por que razão, pois despreza cada um de nós o seu irmão, violando a aliança de nossos pais? Judá prevaricou, e a abominação foi cometida em Israel e em Jerusalém; porque Judá contaminou o povo consagrado ao Senhor, o qual ele amava, e casou‑se com a filha de um deus estranho. O Senhor exterminará das tendas de Jacó o homem que o fizer, quer seja mestre, quer discípulo, e o que oferece qualquer dom ao Senhor dos exércitos.

Condenação dos divórcios

Ainda fizestes mais isto: cobristes de lágrimas, de prantos e de gemidos o altar do Senhor, de modo que Eu não olharei mais para os vossos sacrifícios, nem receberei da vossa mão coisa que me possa aplacar. E dissestes: Por que causa? Porque o Senhor foi testemunha entre ti e a esposa da tua juventude, a qual desprezaste, sendo ela a tua companheira e a esposa da tua aliança. Porventura não a fez aquele (Senhor) que é uno, e não foi o seu sopro que a animou? E que pede este único (autor) senão que saia de vos uma linhagem de Deus? Guardai, pois o vosso espírito e não desprezeis a mulher que recebestes na vossa juventude. (Direis talvez, querendo desculpar‑vos): Quando tu conceberes aversão (contra ela) despede‑a, diz o Senhor Deus de Israel; mas a iniqüidade de quem tal fizer, lhe cobrirá o seu vestido diz o Senhor dos exércitos. Guardai, pois, o vosso espírito, e não desprezeis (as vossas esposas).

Vós fatigastes o Senhor com os vossos discursos, e dissestes: Em que O temos nós fatigado? Nisto que dizeis: Todo o que faz o mal, passa por bom aos olhos do Senhor, que lhe é agradável; ou, se assim não é, onde está o Deus de justiça?

O envio do Precursor

Eis que mando Eu a meu anjo e ele preparará o caminho diante da minha lace. E imediatamente o Dominador que vós buscais, e o anjo do testamento que desejais, virá ao seu templo. Ei‑lo, ai vem, diz o Senhor dos exércitos. E quem poderá considerar no (que sucederá no) dia da sua vinda, e quem poderá ter‑se à sua vista? Porque ele será como o fogo que derrete (os metais), e como a erva dos lavandeiros.

E sentar‑se‑á como um homem que se senta para fundir e refinar a prata; (deste modo) purificará os filhos de Levi e os refinará como o ouro e como a prata, e eles oferecerão sacrifícios ao Senhor em justiça. E o sacrifício de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como foram nos séculos passados e nos primeiros anos.

Juízo de Deus

Então aproximar‑me‑ei de vós para exercer o juízo, e serei uma testemunha pronta contra os feiticeiros, e contra os adúlteros, e contra os perjúrios e contra os que defraudam o salário do trabalhador, as viúvas e os órfãos, e oprimem os estrangeiros, e não me temem, diz o Senhor dos exércitos. Porque Eu sou o Senhor e não mudo; por isso é que vós, ó filhos de Jacó não tendes sido ainda consumidos.

Desde os dias de vossos pais vos apartastes das minhas leis, e não as guardastes. Voltai para mim, e eu me voltarei para vós, diz o Senhor dos exércitos. Porém dissestes: Como nos voltaremos nós (para ti)? Deve um homem ultrajar o seu Deus como vós me tendes ultrajado? E dissestes: em que te temos ultrajado nós? Nos dízimos e nas primícias. Portanto vós fostes amaldiçoados com a penúria; e vós, a nação toda, me ultrajais. Levai todos os vossos dízimos ao (meu) celeiro, e haja alimento na minha casa e depois disto ponde‑me à prova, diz o Senhor, (e vereis) se não vos abro as cataratas do céu, e se não derramo a minha bênção sobre vós em abundância. Por vós afugentarei o inseto devorador, e ele não estragará os frutos da vossa terra; nem haverá nos campos vinhas estéreis, diz o Senhor dos exércitos, E todas as nações vos chamarão ditosos; porque vós sereis um país de delícias, diz o Senhor dos exércitos.

  •  Notas: Casou‑se com mulheres idólatras o que sempre foi um mal.

As mulheres repudiadas, que tinham feito subir os seus prantos para Deus. O profeta imagina as lágrimas destas infelizes a caírem sobre o altar dos holocaustos, e a tornarem as vítimas que lhe ofereciam os maridos culpados odiosas ao Senhor.

Foi o mesmo Deus que fez a mulher e o homem, e os animou. E que quer este Deus? Que do homem e da mulher nasça uma posteridade santa, o que é impossível com o repúdio das mulheres de «Israel», e com o casamento com mulheres pagãs.

Diferente sorte dos ímpios e dos justos

As palavras (ou blasfêmias) que tendes proferido contra mim, têm‑se multiplicado cada vez mais, diz o Senhor. E dizeis: Que temos dito contra ti? Tendes dito: É em vão que se serve a Deus; que ganhamos nós em guardar os seus preceitos, e termos andado tristes (ou penitentes) diante do Senhor dos exércitos? Por isso nós chamamos agora ditosos aos homens arrogantes, pois que eles prosperam vivendo na impiedade; eles provocam a Deus e (apesar disso) ficam salvos. Então os que temem o Senhor falaram uns com os outros. E o Senhor se pôs atento, e ouviu; e na sua presença foi escrito um livro de memória a favor dos que temem o Senhor, e pensam no seu Nome. E eles no dia em que eu hei de proceder serão para mim, diz o Senhor dos exércitos, um bem particular; e eu os tratarei benignamente, como um pai trata seu filho que o serve. E vós mudareis então de parecer, e vereis que diferença há entre o justo e o ímpio e entre o que serve a Deus e o que não o serve.

O dia do Senhor

Porque eis que virá um dia semelhante a uma fornalha acesa; e todos os soberbos, e todos os que cometem a impiedade serão como palha; e este dia que está para vir, os abrasará, diz o Senhor dos exércitos, sem lhes deixar nem raiz, nem germe. Mas para vós os que temeis o Meu nome, nascerá (o Messias) o sol da justiça, e estará a salvação, sob as suas asas (ou raios); vós saireis então, e saltareis (de alegria) como novilhos de uma manada. E calcareis os ímpios, quando estiverem como cinza debaixo da planta de vossos pés, nesse dia em que eu hei de proceder, diz o Senhor dos exércitos. Lembrai‑vos da lei de Moisés, meu servo, a qual eu lhe dei em Horeb, para todo o Israel, (a qual contém) os meus preceitos e mandamentos.

Elias virá antes do dia do juízo

Eis que vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o dia grande e horrível do Senhor. E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para não suceder que eu venha e fira a terra com anátema.

  • Notas: III ‑ Como nos voltaremos para ti, se o nosso proceder tem sido sempre correto? Com estas palavras deram uma resposta insolente, fingindo-se inocentes. As cataratas do céu. No oriente a abundância das colheitas depende da abundância das chuvas.
  • Cap. IV ‑ Os pais são os piedosos antepassados dos Israelitas: os filhos são a raça degenerada do tempo de Malaquias e dos séculos futuros. Elias procurará levar estes a imitar a piedade daqueles.

Da Bíblia traduzida da Vulgata e anotada pelo Pe. Matos Soares. 6ª edição.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Novus Ordo Watch

Fátima e a Paixão da Igreja

Blondet & Friends

Il meglio di Maurizio Blondet unito alle sue raccomandazioni di lettura

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

FORO CATÓLICO

Unidad en la Verdad

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: