Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

A SAGRADA EUCARISTIA, COMO SOL DE ETERNIDADE, NA RESTAURAÇÃO DO PAPADO

Eucaristia.sol

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos o Apóstolo São Pedro na sua primeira Epístola:  «Por isso, cingindo-vos espiritualmente os rins com sóbrio procedimento, tendes perfeita esperança da Graça, que vos será trazida pela aparição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Como filhos dóceis, não vos conformeis com a voluptuosidade de outrora, quando vivíeis na ignorância, mas COMO É SANTO AQUELE QUE VOS CHAMOU, ASSIM SEDE SANTOS VÓS TAMBÉM, EM TODO O VOSSO PROCEDIMENTO, POIS ESTÁ ESCRITO: «SEDE SANTOS PORQUE EU SOU SANTO». E além disso, se vós chamais Pai Àquele que sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, deveis viver com temor durante a vossa peregrinação. e sabendo que não fostes resgatados dos vossos costumes fúteis, herdados dos vossos antepassados, a preço de coisas corruptíveis, como a prata e o ouro, mas pelo Sangue Precioso de Nosso Senhor Jesus Cristo, como de um Cordeiro sem defeito e sem mácula, DELE QUE JÁ ESTAVA PREDESTINADO ANTES DA CRIAÇÃO DO MUNDO, MAS FOI MANIFESTADO NOS ÚLTIMOS TEMPOS, PARA VOSSO BEM. (…) (…) Depois de haverdes purificado as vossas almas na obediência à Verdade, para um sincero amor fraterno, amai-vos intensamente uns aos outros com afeição pura, pois fostes regenerados, não de uma semente corruptível, mas de uma incorruptível, pela Palavra viva e Eterna de Deus. Com efeito « Toda a carne é como a erva, e todo o seu esplendor como a flor dos prados; seca-se a erva e cai a flor, MAS A GRAÇA DE DEUS PERMANECE ETERNAMENTE». Tal é a Palavra que vos foi anunciada.»    IPed  1, 15-25  

Muito embora, neste mundo, como nesta amaldiçoada Igreja conciliar, tudo esteja efectivamente estruturado, vivido, orientado, como se este mesmo mundo constituísse a única existência que ao homem é dado viver, sem prestar contas a ninguém, salvo a autoridades puramente humanas, e segundo princípios estritamente relativistas; a Palavra Divina garante-nos que sempre haverá neste pobre mundo “um resto fiel” que mediante o exercício do Sacerdócio Católico prestará a Glória devida, Àquele que É Eternamente, e que na consumação final estabelecerá definitivamente, com Autoridade Divina, a objectiva, absoluta e imutável, distinção entre o Bem e o mal.

Dadas as circunstâncias, e na medida em que a nossa maior necessidade reside na imperiosa restauração do Papado ( não do orgão, que é Eterno, mas do exercício da função); porque não ponderar num golpe interno vibrado no próprio Estado do Vaticano, que elimine, caso seja necessário, mesmo fìsicamente, o ateu deicida Bergoglio mais a sua alcateia progressista, restaurando, NO PRÓPRIO ESTADO DO VATICANO, O PAPADO QUE DE DIREITO LHE PERTENCE, SEM CONTESTAÇÃO POSSÍVEL NO PLANO DO DIREITO INTERNACIONAL. SE O IMPÉRIO SOVIÉTICO RUIU, PORQUE NÃO CAIRÁ UM ESTADO SODOMITA E PEDERASTA, E QUE CONSTITUI ACTUALMENTE A GRANDE SENTINA DO ATEÍSMO MUNDIAL? Não venham dizer que tal é impossível.

Um tal golpe, É POSSIVEL, se existir inteira fidelidade católica, eficaz organização e tenaz decisão. Acreditamos realmente no Santo Sacrifício da Missa? Na presença absolutamente Sobrenatural de Nosso Senhor Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento do Altar? Não existe, nem pode existir, realidade mais profundamente Sobrenatural, mais inefável, mais adorável, do que o Mistério Eucarístico. Nem mesmo no Céu, poderemos compreender perfeitamente a realidade última da presença Eucarística, mas será então para nós bem mais nítido, o resplendor do Amor Divino encerrado na Encarnação, na Redenção e no Santo Sacrifício do Altar, onde incruentamente nos são aplicados os Tesouros da mesma Redenção.

Os teólogos escotistas pensam que mesmo que a Humanidade não tivesse caído em pecado, original e actual, mesmo assim, O Verbo de Deus ter-Se-ia feito Homem, não já como Redentor, mas como a mais bela Jóia da Criação. Não é heresia nenhuma pensar assim; todavia, se a Humanidade não tivesse pecado, não haveria necessidade de um Sacrifício de valor Infinito, o Qual só poderia ser instituído por um Sacerdote de dignidade igualmente Infinita; neste quadro conceptual, o Verbo Encarnado não seria Sacerdote, nem Vítima, constituindo a Sua única função, o exercer o Magistério Supremo da Palavra de Deus tornada humana, em tudo, excepto no erro. Logo é muito mais curial sustentar que o Verbo Encarnou, essencialmente, como Sacerdote e como Vítima de dignidade Infinita, por causa dos nossos pecados.

É verdade que Deus Uno e Trino está em toda a parte, como Criador que é, pois que, na Sua imensidade, transcende infinitamente o espaço e o tempo, mas trata-se aqui de uma presença natural. Na Sagrada Eucaristia, a Santíssima Trindade está presente de uma forma INFINITAMENTE MAIS RICA, PORQUE É UMA PRESENÇA SOBRENATURAL – já pensámos nisto? Quando comungamos, possuímos dentro de nós todo o Céu; POSSUÍMOS O VERDADEIRO SOL DE ETERNIDADE QUE É DEUS UNO E TRINO, BEM COMO O VERBO FEITO HOMEM, EM CORPO, SANGUE, ALMA E DIVINDADE.

Alguns santos afirmaram que não sentiam necessidade de visitar os Lugares Santos, porque podiam possuir dentro de si o Criador e Redentor do Género Humano. Porque se é verdade que o Verbo de Deus assumiu Hipostàticamente uma Natureza Humana singular, não é menos verdade que Nosso Senhor Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, se une real e sobrenaturalmente a cada homem em particular, como o Pão que veio do Céu, que dá a Sua Carne pela vida do Mundo. E se neste pobre mundo, nós já nos podemos unir a Nosso Senhor de uma forma tão íntima, tão profunda – imagine-se como será no Céu, onde Nosso Senhor será eternamente TUDO PARA TODOS, PARA TODO O CORPO MÍSTICO GLORIFICADO, de uma forma infinitamente mais rica, mais nobre, mais excelsa, do que neste mundo mortal. Os Bens Sobrenaturais superam infinitamente os bens naturais, E NUNCA SATURAM, NUNCA EXIGEM DIVERSIFICAÇÃO, QUANTO MAIS SE POSSUEM, MAIS SE QUEREM APROFUNDAR; NO CÉU, E MESMO, DE CERTA FORMA, JÁ OS SANTOS NESTE MUNDO, SÃO PLENAMENTE SACIADOS, MAS NUNCA FARTOS. OS BENS NATURAIS SÃO RAROS, NÃO PODEM SER SIMULTÂNEAMENTE POSSUÍDOS POR TODOS – NÃO ASSIM OS BENS SOBRENATURAIS, QUE NÃO ESCASSEIAM PELA POSSE COMUM.

A maldita seita conciliar considera a Sagrada Eucaristia como uma “crença pré-conciliar”, pois de forma alguma acredita, nem mesmo, na Divindade de Cristo. Carreira das Neves, que manteve durante 40 anos uma cátedra de pestilência na Universidade dita Católica, Portuguesa, afirma que: “Jesus tem qualquer coisa a ver com Deus”. Estes heresiarcas são nestorianos, como Wojtyla e Ratzinger, pois consideram Nosso Senhor como “o primeiro dos crentes”; ora, para os heresiarcas, crença, é um sentimentalismo imanentista, social e culturalmente partilhável, e vitalmente evolutivo, no sentido em que é o acto de”fé” que cria o seu próprio objecto. Por isso os heresiarcas sentem tanta necessidade de estímulos em permanente renovação; precisamente porque se encontram INFINITAMENTE LONGE DOS BENS SOBRENATURAIS, QUE SÃO IMUTÁVEIS; e igualmente muitíssimo longe de uma ordem Natural sã.

Os heresiarcas, ao apostatar da Fé Católica, entraram no círculo vicioso do relativismo evolutivo em que QUALQUER VALOR SÓ PODE EXISTIR COMO CONDIÇÃO DA PRÓPRIA ANIQUILAÇÃO, tese, de resto, perfeitamente sartreana. Identifica-se aqui o processo mental e social da democracia liberal, em que se reiniciam, sempre e a cada momento, as discussões, numa vertigem suicida do pecado e do erro, quer teológico, quer filosófico.   Consequentemente, os piores inimigos da Fé são os denominados conservadores, que não compreendem, nem querem compreender, a estratégia maçónica para a destruição da Santa Madre Igreja: NÃO NEGAR MATERIALMENTE DOGMA, OU PRINCÍPIO MORAL, ALGUM, NEGANDO-OS FORMALMENTE A TODOS, MEDIANTE UM ENQUADRAMENTO LIBERAL, INSTILADO DE FORMA TENDENCIALMENTE SUBLIMINAL.

A novidade do Bergoglio, é que julgando a estratégia anterior já suficientemente amadurecida, NEGA AGORA DIRECTAMENTE OS DOGMAS E A MORAL, SEM QUALQUER REBUÇO, SEM RESSALVAR QUALQUER APARÊNCIA. Mas precisamente, é a imposição universal, não apenas moral, mas brutalmente física, do poder anti-Cristo, que nos deve arrebatar para a adoração suprema do Santíssimo Sacramento do Altar, onde Deus Nosso Senhor está realmente junto de nós, com a Sua Graça, da qual é Autor, como Causa Principal, e como Causa Instrumental em sentido eminente. Supliquemos a Jesus Sacramentado que nos restitua o Papado, Princípio de unidade e Infalibilidade da Santa Madre Igreja, sem a Qual não podemos viver, não podemos respirar sobrenaturalmente, e nos encontramos atolados num mundo cuja impiedade constitui uma afronta terrível a Deus Nosso Senhor e uma fonte de grande mal para as almas fiéis. Que Jesus Sacramentado Se compadeça de nós. Sempre em união Sobrenatural e Eterna, com Sua Mãe, Maria Santíssima, e São José.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO  Lisboa, 1 de Dezembro de 2014

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: