Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

PODERÁ O HOMEM VIADOR OBTER CERTEZAS QUANTO À SUA SALVAÇÃO?

xperda da fé

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos o Papa São Pio X, em passagens de uma alocução dirigida a uma grande multidão em 20 de Abril de 1909:

«Ó Veneráveis irmãos e filhos amadíssimos, que em cumprimento dos deveres da vossa profissão, pregais e praticais, sem respeito humano, os ensinamentos da Igreja Católica, e por esta mesma razão, NÃO SÒMENTE SOFREIS DESPREZO E DESDÉM, MAS AINDA SOIS OBJECTO DE PÚBLICA CENSURA, TACHADOS DE INIMIGOS DA VOSSA PÁTRIA, E DIFAMADOS POR COVARDES CALUNIADORES, OS QUAIS NÃO VACILAM EM FERIR GRAVEMENTE OS CORAÇÕES CATÓLICOS, QUE MAIS DO QUE NUNCA NECESSITAM DE TODOS OS AUXÍLIOS DA DIVINA GRAÇA PARA PERDOAR ÀQUELES QUE TÃO VILMENTE OS OFENDEM!
Se o Catolicismo fosse um inimigo da Pátria não seria uma religião Divina. A Pátria é um nome sagrado que traz à nossa memória as mais caras recordações, e seja já porque temos o mesmo sangue do que aqueles que nasceram no nosso próprio solo, ou pela mais nobre semelhança de afectos e tradições, a nossa Pátria é não sòmente digna de amor, mas também de predilecção.
A todos os políticos que julgam ver na Igreja um inimigo, e que por isso incessantemente a combatem; aos sectários que com um ódio inspirado por satanás a caluniam constantemente, envilecendo-a e atacando-a; aos falsos campeões da ciência, que com sofismas de todo o género, pretendem censurá-la, como se ela constituísse um inimigo da liberdade, da civilização, ou do progresso intelectual, respondei: QUE A IGREJA, SENHORA DAS ALMAS E DIRECTORA DOS CORAÇÕES DOS HOMENS, EXERCE A SUA SUPREMACIA PERANTE O MUNDO INTEIRO, PORQUE SÓ ELA, POR SER A ESPOSA DE CRISTO, E POSSUIR TUDO EM COMUM COM O SEU FIEL ESPOSO, É A DEPOSITÁRIA DA VERDADE; SÓ ELA PODE RECEBER DE TODAS AS NAÇÕES VENERAÇÃO E AMOR.
Por esta razão, todo aquele que se revolte contra a sua autoridade, temendo a sua supremacia no domínio do Estado, levanta barreiras à verdade; aquele que proclama que a sua autoridade é estranha ao seu país, DESEJA QUE A VERDADE SEJA TAMBÉM ESTRANHA A ESSE MESMO PAÍS; O QUE TEME QUE ESSA AUTORIDADE POSSA PREJUDICAR A LIBERDADE E GRANDEZA DE UM POVO, CONFESSA ABERTAMENTE QUE UMA NAÇÃO PODE SER GRANDE E LIVRE SEM A VERDADE.»   

A salvação da criatura espiritual é um bem transcendentalmente subordinado à Glória extrínseca de Deus; ou seja: Ao anúncio formal, racional, das riquezas Divinas, conhecidas e amadas sobre todas as coisas. A Virtude Teologal da Esperança é aquela mediante a qual nós, apoiados na Revelação Sobrenatural, facultada pela Fé Teologal, esperamos a Bem-Aventurança Eterna, fundamentados no Poder do Único que no-la pode comunicar, bem como nos auxílios Sobrenaturais para tal necessários. É essencial proceder à distinção entre Esperança-Certeza, Virtude Teologal, Sobrenatural, fundamentada na infalibilidade do Poder Divino, conhecido pela Fé Teologal, e o temor reverencial do viador ainda imerso nas vicissitudes da humana condição, que constitui uma realidade Sobrenatural, ou mesmo natural, mas perfeitamente integrada na Ordem Sobrenatural; ambas distintas da Virtude Teologal da Esperança. É necessário considerar igualmente uma certeza moral, maior ou menor, do próprio estado de Graça e da provável perseverança final, que é uma realidade natural, embora sempre sobrenaturalmente enquadrável. Salvo Revelação Sobrenatural, particular, nunca se pode possuir neste mundo uma certeza da própria salvação, exactamente, como integrando uma verdade de Revelação; evidentemente que neste caso, uma tal Revelação não participa do Património de Direito Divino, ao qual é necessário prestar assentimento Sobrenatural sob pena de condenação. Os pastorinhos de Fátima, Santa Bernadette, receberam directamente do Céu a certeza da sua salvação, todavia, uma tal certeza só era formalmente, Sobrenaturalmente, vinculante para eles. No caso da Confirmação em Graça, que favoreceu também os Apóstolos e muitos outros santos, A VIRTUDE TEOLOGAL DA ESPERANÇA PERMANECE INTACTA, PORQUE FUNDAMENTADA EM DEUS, E SÓ EM DEUS; MAS DESAPARECE O TEMOR ORIUNDO DA INSEGURANÇA PRÓPRIA DA CONDIÇÃO HUMANA, E COMO JÁ SE REFERIU, A PRÓPRIA SALVAÇÃO TORNA-SE VERDADE DE REVELAÇÃO, AINDA QUE PARTICULAR. O facto de uma alma que possuiu a Esperança, se vir a condenar, não infirma a qualidade ontológica e Sobrenatural da Virtude Teologal, visto que esta se radica, essencialmente, no Poder de Deus Nosso Senhor Se dar a Si mesmo, gratuitamente, às criaturas espirituais.

A condição humana, depois do pecado original, é trágica, mas não desesperada. A Graça Santificante constitui uma realidade tão excelsa, tão Sobrenaturalmente rica, tão misteriosa, que só ela, deveria ser mais do que suficiente para ilustrar toda a nossa vida, em todos os seus aspectos. É falso que a presença da Graça, seja Actual, seja Santificante, e mais ainda dos Dons do Espírito Santo, não possam ser, de alguma maneira, percepcionados pela alma; certamente não constituirão uma percepção sensível, terrestre, humana; integram-se necessàriamente numa ORDEM CELESTE – MAS TAL PERCEPÇÃO É REAL. Mas só as almas moralmente mortas para este mundo e copiosamente elevadas pela Graça, se podem aperceber de tal.

A moção da Graça e dos Dons, de forma alguma pode ser concebida como uma acção comensurável com as acções terrestres, quaisquer que elas sejam; SÃO CONSTITUTIVAS, SIM, DO SER SOBRENATURAL, DA NOSSA FILIAÇÃO DIVINA, DA NOSSA ADMISSÃO NA FAMÍLIA DA SANTÍSSIMA TRINDADE.

Afirma-se, frequentemente, que um dos sinais humanos de Predestinação, consiste na perseguição que sofremos e no desfavor social que suportamos; SEM DÚVIDA – MAS SÓ SE ESSA PERSEGUIÇÃO E ESSE DESFAVOR SOCIAL POSSUIREM COMO CAUSA, DIRECTA, OU PELO MENOS, INDIRECTA, O AMOR SOBRENATURAL A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS, E AO PRÓXIMO POR AMOR DE DEUS, COM TODAS AS NECESSÁRIAS IMPLICAÇÕES DE FIDELIDADE À SANTA MADRE IGREJA. Efectivamente, já no Antigo Testamento se refere a prosperidade dos ímpios e as infelicidades e desastres dos bons, COMO SINAL INFALÍVEL DE UM MUNDO FERIDO PELO PECADO ORIGINAL E ACTUAL, E ESCRAVO DE SATANÁS. Nosso Senhor Jesus Cristo complementou e acrisolou essa interpretação, À SOMBRA DA SUA CRUZ, conferindo-lhe, estritamente, um sentido de Predestinação: OS QUE SÃO DE JESUS CRISTO SOFRERÃO PERSEGUIÇÃO, NÃO APENAS DO MUNDO, MAS IGUALMENTE DOS SEUS FAMILIARES. TODAVIA, ENXERTADOS NA DIVINA VIDEIRA, AINDA NESTE MUNDO GOZARÃO DE UMA PAZ SOBRENATURAL, QUE O MUNDO NÃO PODERÁ NUNCA COMPREENDER.

Sustentada no Magistério de Nosso Senhor Jesus Cristo, a Santa Madre Igreja sempre considerou o mundo como o primeiro inimigo da Salvação Eterna da alma. O horror Sobrenatural do mundo (em sentido moral) constituirá assim um sinal, muito, muito, poderoso da Predestinação de uma alma, POIS QUE O VAZIO MORAL QUE O MUNDO LHE PROVOCA, DEVERÁ SER LOCUPLETADO PELA TRANSFIGURAÇÃO OPERADA PELO ORGANISMO SOBRENATURAL.

A Teologia ensina-nos que a Predestinação não se pode, em absoluto, merecer; muito pelo contrário, os nossos méritos é que constituem o corolário, transcendeental, metafísico e ontológico, dessa mesma Predestinação. O pior erro será dizer: Ah! Mas se eu não sou Predestinado, nada posso fazer para o ser. A tal monstruosidade, São Tomás de Aquino responde: AMA A DEUS, SOBRENATURALMENTE, SOBRE TODAS AS COISAS, E AO TEU PRÓXIMO POR AMOR DE DEUS – E SERÁS PREDESTINADO!

O erro crasso de muitas almas, ao longo dos séculos, É CONCEBEREM AS COISAS DIVINAS DE MODO PURAMENTE HUMANO.

Se Deus Nosso Senhor é o Criador do Universo, se tudo o que neste existe, É virtualmente em Deus (excepto o mal), então toda a moção salvífica e todos os socorros Sobrenaturais, terão de possuir em Deus o seu fundamento, como Causa Exemplar, Causa Eficiente, Causa Meritória (em Nosso Senhor Jesus Cristo) e Causa Final.

Mas, objectar-se-á: Porque é que Deus não move, então, eficazmente, todas as criaturas espirituais para a Verdade e o Bem? Porque é que os homens são, e sempre foram, maus na sua imensa maioria?

Porque tal depende do tipo de mundo, eleito, libèrrimamente, Eternamente, pelo Conselho Divino; e porque o mal moral, em si mesmo, não podendo ser querido por Deus, é todavia intencionado, ENQUANTO INTEGRADO NUMA IDEIA GLOBAL DE MUNDO, EM SI MESMA BOA, PRESENTE NA INTELIGÊNCIA DIVINA. Além disso a Providência Divina procede de forma a que o Bem resplandeça singularmente pela sua oposição ao mal, o qual, de resto, constitui uma privação qualificada de ser.

Quanto maior e mais sublime é o grau de Graça Santificante e de Caridade, proporcionalmente, maiores e mais sublimes serão os Hábitos Teologais, e por isso mesmo também a Esperança. Na realidade, sem a forma da Graça Santificante e da Caridade, a Fé e a Esperança NÃO SÃO VIRTUDES. Uma maior e mais profunda Virtude Teologal da Esperança significa que Deus Nosso Senhor, como seu Objecto Formal, como seu Princípio e como Fim, é conhecido e amado com maior vigor Sobrenatural, PORQUE SÒMENTE DEUS PODE DAR A POSSE DE DEUS; E SÓ NA LUZ FORMAL DE DEUS PODEREMOS CONTEMPLAR ETERNAMENTE A DEUS.

Uma das maiores Graças naturais que Deus nos pode ministrar será assim a do sofrimento, mesmo natural; por ele, e através dele, a alma sincera vai rectificando a sua concepção do mundo e da vida; isto é: DE QUE NADA VALE A PENA SENÃO AMAR E SERVIR A DEUS NOSSO SENHOR. Os sofrimentos naturais constituem assim condição extrínseca, privilegiada e providencial, das maiores Graças Sobrenaturais conducentes à perseverança final.

O mundo, com as suas falsas filosofias, as suas falsas religiões, os seus falsos princípios políticos e sociais, sempre que pode, e mesmo institucionalmente, acusa as almas verdadeiramente católicas de assim pretenderem legitimar os seus fracassos afectivos e sexuais. Como é monstruoso este pobre mundo! COMO IGNORA ABSOLUTAMENTE AS COISAS DE DEUS, IGNORA TANTO, QUE NEM SABE QUE IGNORA.

E PIOR DO QUE A IGNORÃNCIA DO MUNDO – SÓ REALMENTE A DA SEITA CONCILIAR, PORQUE AO IGNORAR QUE IGNORA, SITUA-SE ESSENCIALMENTE ABAIXO DOS GREGOS DO TEMPO DE SÃO PAULO QUE HAVIAM ERIGIDO A ESTÁTUA AO “dEUS” DESCONHECIDO. MAS ISSO TAMBÉM DEMONSTRA COMO O GÉNERO HUMANO EXAURIU JÁ TODAS AS SUAS POTENCIALIDADES ESPIRITUAIS E SOBRENATURAIS.

NÃO HÁ PIOR DESGRAÇA DO QUE DESCER AO MAIS VIL, AO MAIS ABJECTO, AO MAIS ASQUEROSO, QUE A CONDIÇÃO HUMANA PERMITE.

Quanto a nós, procuremos corresponder sempre à Graça de Deus, sem olvidarmos que ATÉ O CORRESPONDERMOS À GRAÇA DEVEMOS AGRADECER A DEUS. Dessa convicção Sobrenatural, fonte de uma Esperança Sobrenatural sempre renovada, sempre se nutriram aqueles santos, que ao longo de vinte séculos, tanto amaram a Deus Nosso Senhor, tanto por Ele padeceram, que tudo deram pela nossa salvação.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 30 de Julho de 2015

Uma resposta para “PODERÁ O HOMEM VIADOR OBTER CERTEZAS QUANTO À SUA SALVAÇÃO?

  1. maria alcina agosto 10, 2015 às 5:56 pm

    Lindo, mas como alimentar a alma sem frequentar missas que não são celebradas como antes do concilio se só se tem a elas?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: