Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

A PERFEITA CUMPLICIDADE DE FELLAY NA RUÍNA DA FÉ CATÓLICA

 

fellay


Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos o Papa Pio XI, em excertos da sua encíclica “Casti Connubii”, promulgada em 31 de Dezembro de 1930:

«Mas para conservar a Ordem, não bastam as forças externas da comunidade e as suas penas, e nem sequer o apresentar-se aos homens a própria beleza e necessidade da virtude, mas é necessário que se lhes junte a Autoridade Religiosa, que ilumine a inteligência com a Verdade, dirija a vontade, e fortifique a fragilidade humana com os auxílios da Divina Graça, E ESSA AUTORIDADE É ÙNICAMENTE A SANTA IGREJA, INSTITUÍDA POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.  Pelo que exortamos vivamente no Senhor a todos os que têm o supremo poder civil em entrarem em relações de amizade concorde, e a reforçá-las cada vez mais, com esta Igreja de Cristo, para que mediante a unânime e sólida  acção do duplo poder, se afastem os danos enormes, que devido às atrevidas e descaradas liberdades contra o matrimónio e contra a família, ameaçam não sòmente a Igreja, mas a própria sociedade civil.

As Leis civis podem de facto beneficiar bastante esta gravíssima missão da Igreja, se nas suas normas tiverem em conta o que prescreve a Lei Divina e eclesiástica, E ESTABELECEREM PENAS CONTRA OS TRANSGRESSORES. Há na verdade muitas pessoas que julgam ser-lhes lícito, mesmo segundo a Lei Moral, O QUE É PERMITIDO PELAS LEIS DO ESTADO, OU PELO MENOS, POR ELAS NÃO É PUNIDO. Há também as que praticam acções, mesmo contra a voz da consciência, por não temerem a Deus, nem verem motivo para temer as leis humanas, pelo que frequentemente são causa da ruína própria e alheia.

Nem  é de recear algum perigo ou diminuição nos direitos e na integridade da sociedade civil por virtude deste acordo com a Santa Igreja, porque são insubsistentes e completamente vãs tais suspeitas e receios, como teve já ocasião de o demonstrar, eloquentemente, Leão XIII: “Não há dúvida – diz Leão XIII – que Jesus Cristo, Fundador da Santa Igreja, quis o poder religioso distinto do civil, e que um e outro tivessem no seu campo próprio completa e perfeita liberdade de acção, todavia com a condição de existir entre eles a união e a concórdia, em mútua vantagem, e da mais alta importância para todos os homens… se o poder civil estiver plenamente de acordo com o poder Sagrado da Santa Igreja, não pode deixar de daí derivar uma grande utilidade para ambos. De facto, aumenta a dignidade do primeiro, e sob o guia da Religião, O SEU GOVERNO NUNCA SERÁ INJUSTO; ao do segundo, oferecem-se auxílios de tutela e defesa, no interesse comum dos fiéis.”(encíclica “Arcanum” 10 de Fevereiro de 1880)»

Em entrevista ao National Catholic Register, D. Fellay mais uma vez, não nos surpreendeu. Efectivamente, o caos na sua cabeça é perfeitamente equiparável ao caos reinante na seita conciliar, resultado de mais de cinquenta anos de corrupção e putrefacção daquela que foi a face humana da Santa Madre Igreja.

Depois de afirmar que na Igreja sempre existiram muitos tipos de almas, das mais pecadoras às mais santas – o que é verdade, e Santo Agostinho afirmava que neste pobre mundo a Cidade de Deus e a Cidade do demónio se encontram inextricàvelmente mescladas- Fellay assimila a situação actual a uma confusão, QUANDO SE TRATA DE UMA APOSTASIA DEICIDA, e ele próprio confunde MEMBROS MORTOS DO CORPO MÍSTICO, COM MEMBROS AMPUTADOS “IPSO FACTO” POR APOSTASIA E ALTA TRAIÇÃO.

Efectivamente, um Bispo, um Papa, em pecado mortal, não perdem de modo algum a sua autoridade, mas já assim não acontece com heréticos e apóstatas, embora, quanto a nós, um verdadeiro papa não possa cair em heresia em virtude da prerrogativa da Infalibilidade; consequentemente, os “papas” conciliares nunca foram papas, porque maçons e apóstatas. Mas para Fellay trata-se sòmente de uma confusão, E ATÉ ADMITE QUE A FRATERNIDADE A QUE INDIGNAMENTE PRESIDE SE POSSA UNIR À FRATERNIDADE SÃO PEDRO, PARA AJUDAREM A TERMINAR COM ESSA CONFUSÃO.

Aliás, Fellay não parece nada preocupado, nem entristecido, quando reconhece, que para Bergoglio, o que realmente conta são as pessoas, o convívio entre as pessoas, a amizade entre as pessoas, e não a Doutrina; isto é verdade, sem dúvida, daí o aforismo bergogliano: “VIVE E DEIXA VIVER”; mas Fellay não vê grande mal nisso, não lhe passa pela sua asinária cabeça qual o descomunal efeito anti-dogmático e anti-moral, que um tal “aforismo” possa produzir na alma sacerdotal do seu clero e nos seus fiéis.

Porque é que Fellay não realiza que a face humana do Corpo Místico está nas mãos da maçonaria há mais de cinquenta anos, e continua a tratar os falsos Bispos e falsos Papas como se fossem perfeitamente legítimos? Se são legítimos, ENTÃO A IGREJA JÁ ACABOU, PRECISAMENTE PORQUE UMA INSTITUIÇÃO QUE SE CONTRADIZ NÃO PODE SER DIVINA. E SE TAIS AUTORIDADES SÃO LEGÍTIMAS, PARA QUÊ TANTOS SACRIFÍCIOS, DE CLERO E FIÉIS, PARA CONSTITUÍREM ORGANIZAÇÕES QUE CONTINUEM O SANTO SACRIFÍCIO DA MISSA, BEM COMO O SACERDÓCIO CATÓLICO?

Fellay afirma, na referida entrevista, que não é liberal, nem está sob a influência dos liberais. Mas a realidade é que durante os seus mandatos à frente da Fraternidade, ESTA PERDEU TODO O SEU ESPÍRITO COMBATIVO, E EXACTAMENTE NA MESMA PROPORÇÃO FOI PERDENDO VOCAÇÕES. O pior índice social, e que mais desqualifica Fellay, é que o mundo, em particular os orgãos de comunicação social, já não abominam a Fraternidade, como acontecia no tempo de Monsenhor Lefebvre, MAS POR ISSO MESMO TAMBÉM JÁ NÃO A RESPEITAM. A indiferença total do mundo em face da Igreja conciliar, começa a atacar em força também a própria Fraternidade, erigida que foi para glorificar o Santo Nome Católico. O optimismo de Fellay perante Bergoglio e o desdém deste por questões Doutrinais, DEMONSTRA QUE, NEM UM, NEM OUTRO, POSSUEM A FÉ CATÓLICA. Embora Fellay afirme que não deseja a integração da Fraternidade na Igreja conciliar a qualquer preço, é mais do que evidente que sempre trabalhou nesse sentido, COMO ÚNICO OBJECTIVO, desde 1994, quando foi eleito para o cargo; E ASSIM PROCEDEU HUMILHANDO E EXPULSANDO TODOS OS QUE SE LHE OPUNHAM.

Ora, como muito bem afirmou o Bispo Tissier de Mallerais: “NUNCA FOI OBJECTIVO DA FRATERNIDADE FAZER-SE RECONHECER PELA IGREJA CONCILIAR”. Efectivamente, pretender tal reconhecimento, implica proclamar que a seita conciliar é a verdadeira Igreja Católica, e como já se afirmou, tal significa verificar o desaparecimento da Igreja Católica, não apenas como realidade social e cultural, mas igualmente como Pessoa Moral, traduzindo assim A EXTINÇÃO HISTÓRICA ABSOLUTA DA INSTITUIÇÃO.

A Fraternidade São Pio X foi originalmente constituída como corpo de combate, possuindo não só como objectivo a perpetuação da Fé Católica, na sua Doutrina, no seu Santo Sacrifício da Missa, nos seus Santos Sacramentos, mas ainda integrando a missão de DENUNCIAR VIGOROSAMENTE A APOSTASIA DA SEITA CONCILIAR, INCLUSIVAMENTE, DA SUA MAIS ELEVADA HIERARQUIA.  

Fellay é, na realidade, um homem do mundo, para ele é insuportável não possuir o amor do mundo, a aprovação do mundo. Ela não vive as palavras de São Paulo: “SE EU QUISESSE AGRADAR AOS HOMENS JÁ NÃO SERIA SERVO DE CRISTO”.

Fellay não possui a Fé Católica, exactamente porque a inimizade perpétua com o mundo é constitutiva da Doutrina Cristã, e consequentemente, da Santa Madre Igreja. Ora, integrar a Fraternidade na seita conciliar, É FAZÊ-LA NAUFRAGAR O MAIS PROFUNDAMENTE POSSÍVEL NA OMINOSA CARNE DO MUNDO.

Neste quadro conceptual, deixar-se reconhecer, unilateralmente, institucionalmente, pela seita conciliar, significa aceitar, prazenteiramente, UM CONTRATO DE LENOCÍNIO ESPIRITUAL COM IDÓLATRAS, ELES PRÓPRIOS PROSTITUÍDOS A SATANÁS.  

Fellay declara que Bergoglio é “atípico” quando deveria dizer – APÓSTATA LIBERTINO, ATEU, IGUAL A GIORDANO BRUNO, JUSTAMENTE EXECUTADO POR APOSTASIA, EM 1600. BERGOGLIO TRANSPORTA CONSIGO O PRÓPRIO INFERNO, E FELLAY É CÚMPLICE AGRAVADO E QUALIFICADO DESSE TRANSPORTE. Acrescenta Fellay, que Bergoglio não aprecia pessoas muito “ideológicas”. Ora o fiel católico só pode ser estritamente dogmático, porque deve viver vigorosamente de Princípios; SEGUE-SE QUE BERGOGLIO NÃO SUPORTA GENTE REALMENTE CATÓLICA.

Mesmo que Fellay seja imediatamente substituído por um sacerdote verdadeiramente católico, é certo que os descomunais prejuízos, DOUTRINAIS E MORAIS, causados à Fraternidade são já irreversíveis; PORQUE EMBORA SE PENSE QUE NOVENTA POR CENTO DO CLERO DA FRATERNIDADE CONTINUA FIEL, É CERTO QUE O VÍRUS LIBERAL INOCULADO NO SEIO DA MESMA FRATERNIDADE ESTÁ EM INCUBAÇÃO, E PODERÁ PRODUZIR OS MAIS GRAVES DESENVOLVIMENTOS FUTUROS.  

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 31 de Maio de 2016

Uma resposta para “A PERFEITA CUMPLICIDADE DE FELLAY NA RUÍNA DA FÉ CATÓLICA

  1. Miguel junho 5, 2016 às 5:51 pm

    Olá.olha eu conheço alguns sites com o mesmo conteúdo que o teu mas são todos Brasileiros,nada contra eles claro e no sentido que como so Português pensava que era o único a ver a “verdade”sendo português,nem eu sei ao certo se es Português.lol.Ah, um dia ,escreves-te que o maior perigo para a igreja são os falsas tradicionalistas podias defenir o que são para esses?Sabesse que o mundo é a igreja vive na confusão,eu anda até atento ao modernistas,etc.Agora com esse falsos tradicionalistas.A verdade é que da pouco tempo acordei sobre muitos aspectos da minha vida privada e fora dela e tento discernir tudo que se passa ah nossa volta que neste fim dos tempos e difícil como nunca.Um abraço,obrigado .Amigo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: