Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

CRUCIAL INCÚRIA CATÓLICA PELO ANO 1960 REVELADO POR NOSSA SENHORA

milagre-do-sol

Arai Daniele

Se, quando Nossa Senhora revelou na Montanha da Salette que “Roma perderá a fé e tornar-se-á sede do Anticristo”, tivesse dado uma data, esta deveria assumir para os católicos a maior importância. Ora, na aparição de Fátima, esta data foi dada para o período de 1960, quando a terceira parte do Segredo profético, do grande castigo, seria mais claro.

Isto se entende, pois quando Roma perde a fé e torna-se sede do Anticristo, o mundo imerge no maior castigo; mal pior que o de grandes guerras e revoluções juntas, porque essa máxima hecatombe ocorre no silêncio dos enganos, dentro da mesma Igreja Católica.

Com a ocupação dessa Sede da Ordem cristã, onde está a Palavra e a benção divina para que os homens e as nações não precipitem na desordem total, a humanidade fica silenciosamente condenada a uma crescente e sem saída destruição, até que chegue o castigo da mais completa ruína.

Como foi possível que Roma perdesse a fé e se tornasse sede do Anticristo, um macroscópico descalabro religioso ocorrido na maior passividade dos católicos, incapazes de reconhecê-lo? Quer dizer que estes foram contados como parte dessa Roma pois, segundo o Apóstolo São Paulo explica aos tessalonicenses, a vinda do Anticristo é antecedida pela grande apostasia; uma infidelidade relativa às questões da fé, na qual pode-se bem incluir a desatenção diante dos sinais proféticos como La Salette e Fátima.

Assim chegamos à incúria pela data do período de 1960.

Em seguida pretendo tratar dessa questão utilizando textos controversos que contestei com o artigo escrito para: «À QUI NÉGLIGE QUE 1960 EST UNE HEURE HISTORIQUE RÉVÈLE PAR NOTRE-DAME.

É importante retomar aqui o que foi, digamos «memória» de uma minha interpretação da terceira parte do Segredo de Fátima. Proponho-me fazê-lo a partir de uma posição de manifesta oposição do Sr. Laurent Morlier que em seu livro ANEXO ao «VERDADEIRO OU FALSO TERCEIRO SEGREDO DE FATIMA? Devido ao direito de resposta ao Jornal SAL DA TERRA No. 53 (seção do Irmão Louis-Marie op) para 41-2 página, responde da seguinte maneira: …

“Ninguém é capaz de fornecer uma explicação, um desenvolvimento sólido e confiável. E quem teria autoridade para isso? É precisamente isto que denota com o resto da Mensagem de Fátima, como recordei em no nº 1 primeiro argumento). Não há sombra de dúvida de que a publicação da suposta visão em 1960 teria causado o mesmo espanto, o mesmo mal-entendido no ano de 2000. Sem dúvida, em 1960, que teria causado como em 2000, todos os tipos de interpretações divergentes e, assim, impulsionado pelo fato de muita confusão, porque a visão não é clara (é de geometria variável), ao contrário do resto da mensagem de Fátima. Nesta perspectiva, pode-se mesmo afirmar que esta publicação não seria apenas inútil, mas até mesmo prejudicial à causa de Fátima, dada a confusão que esta alegada visão coloca na mente.

Nota 58: Eu apreciei quando fala de suas más interpretações, como demonstração do que eu considero um falso 3º Segredo: a do Cardeal Ratzinger e aquela da C.R.C. ; mas eu vos assinalo uma outra que alguns sedevacantistas (Arai Daniele) vêm no Segredo a confirmação de suas teses; a partir de 1960, o papado está morto! De modo que, este texto é de uma geometria variável: cada um pode fazê-lo ir na direção de sua tese … Não é esta uma marca de uma revelação divina. Isso se parece mais com os textos flácidos, pouco claros e ambíguos do Vaticano II, cujo uso os modernistas sabiam muito bem como usar no futuro …

  • Mr. Morlier diz: “Ninguém é capaz de fornecer uma explicação, um desempenho sólido e confiável. “E quem teria autoridade para explicar essa geometria variável do texto?” Não têm uma marca da revelação divina. É texto desfocado, pouco claro e ambíguo como  o Vaticano 2 …? “
  • Agora, o texto da visão simbólica descrito por Lucia é: “O Santo Padre, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e … foi morto por um grupo de soldados que dispararam vários tiros com uma arma de fogo e flechas; e no mesmo foram morrendo uns após os outros Bispos, sacerdotes, religimorta osos e religiosas, e vários leigos, homens e mulheres de diferentes classes e grupos sociais.”
  • Esta é a visão simbólica do Santo Padre, à frente de uma lista fieis seguidores. O que pode, ser chamado à geometria variável aqui, representa a Igreja militante, que foi simbolicamente «liquidada».
  • Mas se negarmos visões simbólicas, negamos a marca de várias revelações divinas e até parábolas. Mas o significado dessa visão é bastante simples, especialmente se for localizada no tempo histórico. A este ponto a dúvida cai, e não sobre a conhecida e secular intenção de destruir a Igreja militante, com um ataque ao Papado e às vidas de seus líderes, mas no momento e no modo como isso pode ser feito.
  • Parece então que, se o Sr. Morlier exclui uma grave deterioração da Igreja nesse período por volta de 1960, esta visão simbólica, pode não significar muito para ele, como foi com muitas outras pessoas, próximas a considerar esta mensagem profética um falso segredo. Mas ao contrário, para muitos católicos a eleição de Roncalli ao papado em 1958 representou uma calamidade, já mais clara em 1959, em especial pela convocação do Vaticano 2 e pela censura do Terceiro Segredo de Fátima.
  • E se fizermos a projeção da continuidade desta calamidade em todos estes anos com todos os desvios de seus  sucessores podemos entender a que níveis chegou a demolição da Igreja, até o atual Bergoglio. Tudo isso teve seu ponto de partida na eleição 1958, com João 23, que já havia demonstrado seu desejo de transformação modernista e ecumenista da Doutrina e da liturgia católicas.

M.Morlier continua: “Escreveis: “Sua resposta em seguida, aparecerá mais clara” [3º Segredo 1960] parece antes um reflexo do senso comum sobre uma questão cuja repetição tornou-se cansativa. Como uma maneira de dizer: Nossa Senhora sabe o que faz. Se solicitou a divulgação, em 1960, é que nessa data, será útil. “Convêm não dar a esta pequena frase mais autoridade do que ela tem. Parece exagerado querer fazer, como C.R.C. (A verdade sobre o Segredo de Fátima, Tequi 1976, p. 52.) …

  • Essa afirmação não é aceitável. Convêm, ao contrário dar a esta breve informação profética de um período, toda a atenção que ela tem. Não só pela sua origem, hoje demonstrada até nas memórias da Irmã Lúcia, que foi ditada por Nossa Senhora, ma também devido às vistosas confirmações históricas dos descalabros iniciados nos anos Sessenta. Seria pois exagerado e mesmo ímpio desprezá-la.

Continua: [Devemos acrescentar querido irmão: Cardeal Ottaviani e Pai Alonso], com base em uma demonstração. “Permanece obviamente, o primeiro fato: a data de 1960 dada por Nossa Senhora. Mas nada garante que essa data corresponde ao início do cumprimento da profecia. Ele pode muito bem significar apenas a hora quando a hierarquia da Igreja vai precisar deste aviso para evitar o envolvimento de um curso que vai (talvez bem mais tarde) dar na desgraça anunciada. Nesta perspectiva, a data de 1960 parece clara. Sem sequer entrar na interpretação do segredo, basta observar que o seu tom geral não vai nada na direção da euforia conciliar. Sua revelação em 1960, sem dúvida, teria retardado – e talvez até mesmo impedido – “abertura ao mundo”, defendida pelo Concílio Vaticano II? Mas João XXIII escolheu-o, no seu discurso de abertura, castigando os “pessimistas”. “Em suma, a você a frase” mais leve “da Irmã Lúcia para ser entendida, para fins de sua causa “mais útil “. E parece sempre exagerado querer fazer dela base para uma demonstração.”

  • Morlier prossegue com frases que revelam uma confusão de conceitos, porque se 1960 significa o momento em que a hierarquia da Igreja vai precisar deste aviso, é porque naquele momento já apareceram sinais indicativos de uma anunciada calamidade a ser evitada, ou seja, percebem que esse “papado” se envolve em um curso de infortúnios futuros. Obviamente, se isso significa que a partir dessa data “será mais clara”, então, de acordo com o Segredo é também o momento mais útil para agir. Para isso ele foi dado como ajuda à Igreja.

“Eu lendo atentamente a falsa visão, não vejo como, em 1960, um papa poderia ter feito qualquer análise dela, porque João 23 teve certamente problemas com esta visão; mas gostaria de salientar que a perseguição vem de fora e a morte vem por meio de um grupo de soldados [= perseguição externa e militar] com balas e flechas (devemos temer por acaso o retorno dos índios? há muito tempo que já não usam setas para matar)…

  • Quando MM ironiza sobre a volta dos índios que usam flechas, ao mesmo tempo ele deve reconhecer que essa é uma figura simbólica de algo muito mais sério e atual no nosso tempo, ou seja uma ataque não só com disparos materiais, mas com heresias, que ferem os fiéis. E aqui vamos para o outro ponto essencial: que a perseguição contra a Igreja venha do exterior. Ora, isto seria contradizer o que afirmaram os últimos Papas e São Pio X sobre a perseguição infiltrada nas veias mesmas da Igreja. 

Sobre o Segredo o P. Tanouarn diz com muito senso que ele tem um “interesse duvidoso”. Esta não é “interpretação arbitrária” é o reconhecimento do que fazemos ver com o resultado de sua publicação e os frutos que ela traz …

Então, novamente, a sua resposta a este “argumento, em 1960,” é impreciso, embora não convincente e ela se contradiz. Enquanto isso, a pergunta e o argumento permanece: por que 1960? Enquanto que se os textos realmente autênticos do 2º segredo sobre a perda da fé na Igreja, é tema que se encaixa perfeitamente com 1960: havia ainda mais necessidade de uma demonstração, explicação ou interpretação? Basta olhar para o estado do mundo e da Igreja. Como eu escrevi, se há um único evento global claramente identificável, a partir dos anos 60 (queda de vocações, com acentuado decréscimo da freqüência à igreja, , o avanço do materialismo, do hedonismo, etc.).

  • Aqui M. Morlier reconhece graves efeitos, mas sem localizar no tempo nenhuma grande causa que o Segredo profético teria desvelado, indicando que esta causa seria mais clara em 1960. A propósito, eu não penso nem digo que os males vem a partir de 1960, mas repito o que se sabe: que então será mais claro, mas que começou antes, claramente a eleição de 58.
  • Afinal, parece que o amor pelos sinais que nos são dados por Nossa Senhora não tem valor se não vêm satisfazer as ideias que os homens se fazem da situação presente.

Esse artigo sobre a CRUCIAL INCÚRIA CATÓLICA PELO ANO 1960 REVELADO POR NOSSA SENHORA, quer ainda focalizar a grande desgraça de nosso tempo que é o «desaparecimento» da Igreja, causa de todo veneno letal, no plano espiritual, que foi ministrado como se viesse da Igreja Católica, que a este ponto voltava às catacumbas. Desde quando? desde 1958 quando elegeram João 23 um modernista filo mação de carreira, que viera para mudá-La. Qual a prova disso? elementar meus amigos: porque mudou ao ponto de iniciar uma nova «igreja conciliar» com o Luterano 2. E isto já se tornara «mais claro em 1960, a data ditada por Nossa Senhora à Irmã Lúcia para ajudar-nos. Resultado: até esse ano o mundo inteiro esperava este Aviso profético, que foi então criminosamente arquivado. Por quem senão por João 23, o inimigo nº 1 de «profecias de desgraças», nome que deu ao abrir o Vaticano 2, para não confessar-se inimigo aberto de Fátima e la Igreja de sempre.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: