Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

SANTA MADRE IGREJA SOMOS NÓS

Fé e Magistero

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos o Papa Leão XIII, em passagens da  sua encíclica “Satis Cognitum”, promulgada em 29 de Junho de 1896:

«Ainda que Deus possa operar, de per Si, com Seu Poder, o que opera a natureza criada, contudo Ele quis, com benigno conselho da Sua Providência, servir-Se dos homens para ajudá-los; e como, na Ordem Natural, serve-Se da obra e da contribuição do homem para comunicar às coisas a perfeição conveniente, assim também procede para conceder a Santidade e a Salvação ao homem. Ora é sabido que não pode haver nenhuma comunicação entre os homens a não ser por meio das coisas externas e sensíveis. Por isso assumiu a Natureza Humana, e “tendo a condição Divina esvaziou-Se a Si mesmo, e assumiu a condição de servo, tomando a semelhança humana” (Fl 2,6-7); e assim, morando na Terra, ensinou pessoalmente a Sua Doutrina e os preceitos da Sua Lei. (…)

Disso deriva que erram grave e fatalmente os que forjam na mente, a seu talante, uma Igreja latente e não visível; assim como os que a julgam instituição humana com um determinado  ordenamento de disciplina e de ritos externos, mas sem a comunicação perene dos Dons e da Graça Divina, e sem as coisas que, com manifestação clara e quotidiana, atestem que sua vida deriva de Deus. Ora, causa repulsa que ambas as coisas sejam a Igreja de Jesus Cristo, quanto o homem seja sòmente corpo, ou sòmente espírito. O conjunto e a união dessas duas partes são absolutamente necessários à Santa Igreja, assim como a íntima união da alma e do corpo para a natureza humana. A Santa Igreja não é como um corpo morto, MAS É O CORPO DE CRISTO DOTADO DE VIDA SOBRENATURAL.  E como Jesus Cristo, nossa Cabeça e exemplo, não é todo Ele, se considerarmos n’Ele, sòmente, a Natureza Humana visível, como fazem os fotinianos e os nestorianos, ou sòmente a Natureza Divina invisível, como costumam fazer os monofisitas, MAS É UM SÓ POR AMBAS AS NATUREZAS,  A VISÍVEL E A INVISÍVEL, NAS QUAIS SUBSISTE. Assim, o Seu Corpo Místico não é verdadeira Igreja, a não ser por isso, que suas partes visíveis atingem a força e a vida dos Dons Sobrenaturais, bem como dos outros elementos, dos quais manam a razão de ser e sua própria natureza. Como a Santa Igreja é o que é por vontade e instituição Divina, ASSIM TEM DE PERMANECER PARA SEMPRE. SE NÃO PERMANECESSE A MESMA, COM CERTEZA NÃO SERIA FUNDADA PARA SEMPRE, E O  PRÓPRIO FIM AO QUAL TENDE SERIA DELIMITADO POR DETERMINADOS CONFINS DE TEMPO E LUGAR; ORA, AMBAS AS COISAS REPUGNAM À VERDADE. ESSA UNIÃO DE COISAS VISÍVEIS E INVISÍVEIS, EXACTAMENTE POR SER NATURAL E CONGÉNITA NA SANTA IGREJA, POR VONTADE DIVINA, DEVE NECESSÀRIAMENTE PERDURAR ENQUANTO HOUVER IGREJA.  Por isso São João Crisóstomo dizia: “Não te afastes da Igreja, pois não há nada mais forte do que a Igreja. A tua esperança é a Igreja, a tua salvação é a Igreja, o teu refúgio é a Igreja. Ela é mais alta do que o Céu, mais vasta do que a Terra. Nunca envelhece,  mas permanece sempre jovem; com efeito, para demonstrar a sua firmeza e estabilidade, a Escritura chama-a Monte. ” E Santo Agostinho: “Os gentios acreditam que a Religião Cristã deve viver neste mundo por um tempo determinado, e depois nada mais. Até que o Sol nasce e se põe, ela há-de durar como o sol, isto é, até que dure o volver dos séculos, não falhará a Santa Igreja, ou o Corpo de Cristo sobre a Terra”. E diz a mesma coisa noutro lugar: “Vacilará a Igreja, se vacilar o fundamento, mas em que vacilará o Cristo? … Não vacilando o Cristo, nem ela se inclinará em Eterno. Onde estão aqueles que dizem  que a Santa Igreja se extinguiu no mundo, quando ela nem ao menos se pode inclinar?”.»

 
Há muitos católicos, não sedevacantistas, mas também não anti-sedevacantistas, que de boa fé, sustentam que o único motivo de não abraçarem a tese sedevacantista reside no facto da Santa Madre Igreja ainda se não haver pronunciado sobre o assunto. Todavia nós questionamos: Mas que Igreja? Onde pensam que ela se encontra? Conhecemos bem o como esses católicos rejeitam identificar a Igreja oficial com a Santa Madre Igreja; ora exactamente por isso, inquirimos: Mas que Igreja?

Em 1970, o Dr Xavier da Silveira defendia que jamais se chegaria a uma situação em que a totalidade da face humana do Corpo Místico se encontrasse totalmente destruída pelo modernismo, pela sida letal do princípio ateu da liberdade religiosa – TODAVIA É NESSA SITUAÇÃO QUE ESTAMOS NESTE ANO DO CENTENÁRIO DE FÁTIMA.

Qual é a autoridade realmente católica que estes católicos esperam invocar? Os bispos da Fraternidade QUE FOI DE SÃO PIO X? Mas estes têm traído, HABITUALMENTE, a causa católica, num crescendo a partir do falecimento de Monsenhor Lefebvre; e esse crescendo atingiu já a extrema gravidade de deicídio, alta traição à Santa Madre Igreja, e genocídio de almas. Objectar-se-á que os bispos Tissier de Mallerais e Galarreta não estão plenamente solidários com Fellay. De qualquer modo, estes bispos têm SACRIFICADO ATROZMENTE A FÉ CATÓLICA PARA SALVAGUARDAREM UMA UNIDADE PURAMENTE HUMANA – A UNIDADE DA DITA FRATERNIDADE.  

Os bispos dissidentes da mesma Fraternidade? Estes permanecem num cinzentismo enigmático; e Monsenhor Williamson até terá afirmado que há milagres fora da Igreja Católica, e que a “missa” nova pode ser boa. Talvez este Monsenhor não saiba, mas hoje em dia, pràticamente, cada paróquia e cada “padre” possui uma “missa” diferente, de sua pessoal confecção. E porquê? Porque esses ditos “padres” mais não fazem do que aplicar nas suas vidas o proclamado princípio ateu da liberdade religiosa; princípio que a Fraternidade, QUE FOI DE SÃO PIO X, já aceitou na pessoa dos seus chefes principais e que está maculando irremediàvelmente a alma dos seus sacerdotes e dos seus fiéis.

Quanto à linhagem do bispo Tuck – aliás qualificada por Monsenhor Gérard des Lauriers, abalizado teólogo, da confiança do Papa Pio XII e de Monsenhor Castro Mayer – sendo verdadeiramente católica, não constitui autoridade, pela simples razão da resistência católica, sobretudo após a morte de Monsenhor Lefebvre e de Monsenhor Castro Mayer, ter sido reduzida a farrapos, pois que o Vaticano anti-Cristo tem logrado dilacerar-lhe a unidade: E ONDE NÃO HÁ UNIDADE NÃO HÁ UM PRINCÍPIO DE AUTORIDADE.       

E a Unidade da Santa Madre Igreja, onde está? A unidade que foi obliterada NÃO É A UNIDADE TEOLÓGICA E TRANSCENDENTAL DO CORPO MÍSTICO, QUE É INDEFECTÍVEL, PORQUE O SEU FUNDAMENTO É NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. A unidade que foi e continua sendo destroçada É A DA PARTE AINDA VIVA DA FACE HUMANA DO CORPO MÍSTICO, É A DA RESISTÊNCIA CATÓLICA.

Mas a proposição já citada não poderá ser invertida na forma: Sem autoridade não há unidade? Compete, sem dúvida, à parte ainda viva da face humana do Corpo Místico reconstituir em si a unidade transcendental do Corpo Místico, como aliás terá de reconstituir a Autoridade Papal, a Cabeça terrena do mesmo Corpo Místico. Mas UM MÍNIMO DE UNIDADE É ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIA PARA RECONSTITUIR A AUTORIDADE – E ESSA UNIDADE, QUE SÓ A GRAÇA SANTIFICANTE E A CARIDADE PODEM OPERAR, NÃO EXISTE.

Passemos a outro aspecto do problema:

O problema da seita conciliar ser, ou não, a Igreja Católica, de os “papas” conciliares serem, ou não, verdadeiros Papas, insiste-se, NÃO É UM PROBLEMA TEOLÓGICO – É UM PROBLEMA LÓGICO!

Sem querer fatigar os meus leitores, passo a repetir a seguinte tese LÓGICA:

O EXERCÍCIO CONCRETO E HABITUAL DE UMA FUNÇÃO NÃO PODE SER CONTRADITÓRIO COM A DEFINIÇÃO DO PRINCÍPIO CONSTITUTIVO DESSA MESMA FUNÇÃO. Esta é uma Tese lógica, aceite universalmente pelo Direito Constitucional e pelo Direito Civil. Não é uma princípio de Direito – É UM PRINCÍPIO LÓGICO; PERFEITAMENTE REDUTÍVEL AO PRINCÍPIO DA IDENTIDADE E NÃO CONTRADIÇÃO, TRAVE MESTRA DE TODO O PENSAMENTO, HUMANO, ANGÉLICO E DIVINO.

Porque é que a Santa Madre Igreja seria isenta deste princípio? Por Direito Divino? O princípio da identidade e não contradição É METAFÌSICAMENTE CONSTITUTIVO DO PENSAMENTO DIVINO.

A grande tragédia da nossa resistência católica, É A FALTA DE FÉ, e mesmo quando há Fé, A FALTA DE CARIDADE SOBRENATURAL, QUE DEVE IRRADIAR DA CABEÇA DO CORPO MÍSTICO PARA OS SEUS MEMBROS, COMO CAUSA EFICIENTE PRINCIPAL, CAUSA MERITÓRIA, CAUSA EXEMPLAR, CAUSA INSTRUMENTAL E CAUSA FINAL.

Os nossos resistentes, frequentemente, só pensam nos seus interesses pessoais, no seu prestígio social e humano, nas suas vaidades, nos seus caprichos, isto é, SÓ PENSAM EM TERMOS DE MUNDO; E JAMAIS NA DIGNIDADE INFINITA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, TÃO ABSOLUTAMENTE OFENDIDA PELA AMALDIÇOADA SEITA VATICANO 2.

Sim, a Santa Madre Igreja somos nós, não os membros mortos do Corpo Místico, mas os vivos, aqueles que possuem a Graça Santificante, e precisamente porque a possuem é mister que se constituam como um corpo de combate, porque só eles podem, pela Graça de Deus, com a Mediação de Maria Santíssima, fazer ressurgir a verdadeira Igreja Católica, Apostólica, Romana.     

Apenas quando houver um acordo substantivo, amplo, fundamentado e nutrido pelas virtudes Teologais e Morais, sobre a natureza essencialmente lógica do problema que enfrentamos, se poderão congregar forças para a restauração do Papado; o qual se revelará, ulteriormente, verdadeiro cimento da maior Unidade e da maior Caridade dos filhos de Deus.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 3 de Janeiro de 2017

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: