Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

SANTA MADRE IGREJA SOMOS NÓS

Fé e Magistero

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos o Papa Leão XIII, em passagens da  sua encíclica “Satis Cognitum”, promulgada em 29 de Junho de 1896:

«Ainda que Deus possa operar, de per Si, com Seu Poder, o que opera a natureza criada, contudo Ele quis, com benigno conselho da Sua Providência, servir-Se dos homens para ajudá-los; e como, na Ordem Natural, serve-Se da obra e da contribuição do homem para comunicar às coisas a perfeição conveniente, assim também procede para conceder a Santidade e a Salvação ao homem. Ora é sabido que não pode haver nenhuma comunicação entre os homens a não ser por meio das coisas externas e sensíveis. Por isso assumiu a Natureza Humana, e “tendo a condição Divina esvaziou-Se a Si mesmo, e assumiu a condição de servo, tomando a semelhança humana” (Fl 2,6-7); e assim, morando na Terra, ensinou pessoalmente a Sua Doutrina e os preceitos da Sua Lei. (…)

Disso deriva que erram grave e fatalmente os que forjam na mente, a seu talante, uma Igreja latente e não visível; assim como os que a julgam instituição humana com um determinado  ordenamento de disciplina e de ritos externos, mas sem a comunicação perene dos Dons e da Graça Divina, e sem as coisas que, com manifestação clara e quotidiana, atestem que sua vida deriva de Deus. Ora, causa repulsa que ambas as coisas sejam a Igreja de Jesus Cristo, quanto o homem seja sòmente corpo, ou sòmente espírito. O conjunto e a união dessas duas partes são absolutamente necessários à Santa Igreja, assim como a íntima união da alma e do corpo para a natureza humana. A Santa Igreja não é como um corpo morto, MAS É O CORPO DE CRISTO DOTADO DE VIDA SOBRENATURAL.  E como Jesus Cristo, nossa Cabeça e exemplo, não é todo Ele, se considerarmos n’Ele, sòmente, a Natureza Humana visível, como fazem os fotinianos e os nestorianos, ou sòmente a Natureza Divina invisível, como costumam fazer os monofisitas, MAS É UM SÓ POR AMBAS AS NATUREZAS,  A VISÍVEL E A INVISÍVEL, NAS QUAIS SUBSISTE. Assim, o Seu Corpo Místico não é verdadeira Igreja, a não ser por isso, que suas partes visíveis atingem a força e a vida dos Dons Sobrenaturais, bem como dos outros elementos, dos quais manam a razão de ser e sua própria natureza. Como a Santa Igreja é o que é por vontade e instituição Divina, ASSIM TEM DE PERMANECER PARA SEMPRE. SE NÃO PERMANECESSE A MESMA, COM CERTEZA NÃO SERIA FUNDADA PARA SEMPRE, E O  PRÓPRIO FIM AO QUAL TENDE SERIA DELIMITADO POR DETERMINADOS CONFINS DE TEMPO E LUGAR; ORA, AMBAS AS COISAS REPUGNAM À VERDADE. ESSA UNIÃO DE COISAS VISÍVEIS E INVISÍVEIS, EXACTAMENTE POR SER NATURAL E CONGÉNITA NA SANTA IGREJA, POR VONTADE DIVINA, DEVE NECESSÀRIAMENTE PERDURAR ENQUANTO HOUVER IGREJA.  Por isso São João Crisóstomo dizia: “Não te afastes da Igreja, pois não há nada mais forte do que a Igreja. A tua esperança é a Igreja, a tua salvação é a Igreja, o teu refúgio é a Igreja. Ela é mais alta do que o Céu, mais vasta do que a Terra. Nunca envelhece,  mas permanece sempre jovem; com efeito, para demonstrar a sua firmeza e estabilidade, a Escritura chama-a Monte. ” E Santo Agostinho: “Os gentios acreditam que a Religião Cristã deve viver neste mundo por um tempo determinado, e depois nada mais. Até que o Sol nasce e se põe, ela há-de durar como o sol, isto é, até que dure o volver dos séculos, não falhará a Santa Igreja, ou o Corpo de Cristo sobre a Terra”. E diz a mesma coisa noutro lugar: “Vacilará a Igreja, se vacilar o fundamento, mas em que vacilará o Cristo? … Não vacilando o Cristo, nem ela se inclinará em Eterno. Onde estão aqueles que dizem  que a Santa Igreja se extinguiu no mundo, quando ela nem ao menos se pode inclinar?”.»

 
Há muitos católicos, não sedevacantistas, mas também não anti-sedevacantistas, que de boa fé, sustentam que o único motivo de não abraçarem a tese sedevacantista reside no facto da Santa Madre Igreja ainda se não haver pronunciado sobre o assunto. Todavia nós questionamos: Mas que Igreja? Onde pensam que ela se encontra? Conhecemos bem o como esses católicos rejeitam identificar a Igreja oficial com a Santa Madre Igreja; ora exactamente por isso, inquirimos: Mas que Igreja?

Em 1970, o Dr Xavier da Silveira defendia que jamais se chegaria a uma situação em que a totalidade da face humana do Corpo Místico se encontrasse totalmente destruída pelo modernismo, pela sida letal do princípio ateu da liberdade religiosa – TODAVIA É NESSA SITUAÇÃO QUE ESTAMOS NESTE ANO DO CENTENÁRIO DE FÁTIMA.

Qual é a autoridade realmente católica que estes católicos esperam invocar? Os bispos da Fraternidade QUE FOI DE SÃO PIO X? Mas estes têm traído, HABITUALMENTE, a causa católica, num crescendo a partir do falecimento de Monsenhor Lefebvre; e esse crescendo atingiu já a extrema gravidade de deicídio, alta traição à Santa Madre Igreja, e genocídio de almas. Objectar-se-á que os bispos Tissier de Mallerais e Galarreta não estão plenamente solidários com Fellay. De qualquer modo, estes bispos têm SACRIFICADO ATROZMENTE A FÉ CATÓLICA PARA SALVAGUARDAREM UMA UNIDADE PURAMENTE HUMANA – A UNIDADE DA DITA FRATERNIDADE.  

Os bispos dissidentes da mesma Fraternidade? Estes permanecem num cinzentismo enigmático; e Monsenhor Williamson até terá afirmado que há milagres fora da Igreja Católica, e que a “missa” nova pode ser boa. Talvez este Monsenhor não saiba, mas hoje em dia, pràticamente, cada paróquia e cada “padre” possui uma “missa” diferente, de sua pessoal confecção. E porquê? Porque esses ditos “padres” mais não fazem do que aplicar nas suas vidas o proclamado princípio ateu da liberdade religiosa; princípio que a Fraternidade, QUE FOI DE SÃO PIO X, já aceitou na pessoa dos seus chefes principais e que está maculando irremediàvelmente a alma dos seus sacerdotes e dos seus fiéis.

Quanto à linhagem do bispo Tuck – aliás qualificada por Monsenhor Gérard des Lauriers, abalizado teólogo, da confiança do Papa Pio XII e de Monsenhor Castro Mayer – sendo verdadeiramente católica, não constitui autoridade, pela simples razão da resistência católica, sobretudo após a morte de Monsenhor Lefebvre e de Monsenhor Castro Mayer, ter sido reduzida a farrapos, pois que o Vaticano anti-Cristo tem logrado dilacerar-lhe a unidade: E ONDE NÃO HÁ UNIDADE NÃO HÁ UM PRINCÍPIO DE AUTORIDADE.       

E a Unidade da Santa Madre Igreja, onde está? A unidade que foi obliterada NÃO É A UNIDADE TEOLÓGICA E TRANSCENDENTAL DO CORPO MÍSTICO, QUE É INDEFECTÍVEL, PORQUE O SEU FUNDAMENTO É NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. A unidade que foi e continua sendo destroçada É A DA PARTE AINDA VIVA DA FACE HUMANA DO CORPO MÍSTICO, É A DA RESISTÊNCIA CATÓLICA.

Mas a proposição já citada não poderá ser invertida na forma: Sem autoridade não há unidade? Compete, sem dúvida, à parte ainda viva da face humana do Corpo Místico reconstituir em si a unidade transcendental do Corpo Místico, como aliás terá de reconstituir a Autoridade Papal, a Cabeça terrena do mesmo Corpo Místico. Mas UM MÍNIMO DE UNIDADE É ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIA PARA RECONSTITUIR A AUTORIDADE – E ESSA UNIDADE, QUE SÓ A GRAÇA SANTIFICANTE E A CARIDADE PODEM OPERAR, NÃO EXISTE.

Passemos a outro aspecto do problema:

O problema da seita conciliar ser, ou não, a Igreja Católica, de os “papas” conciliares serem, ou não, verdadeiros Papas, insiste-se, NÃO É UM PROBLEMA TEOLÓGICO – É UM PROBLEMA LÓGICO!

Sem querer fatigar os meus leitores, passo a repetir a seguinte tese LÓGICA:

O EXERCÍCIO CONCRETO E HABITUAL DE UMA FUNÇÃO NÃO PODE SER CONTRADITÓRIO COM A DEFINIÇÃO DO PRINCÍPIO CONSTITUTIVO DESSA MESMA FUNÇÃO. Esta é uma Tese lógica, aceite universalmente pelo Direito Constitucional e pelo Direito Civil. Não é uma princípio de Direito – É UM PRINCÍPIO LÓGICO; PERFEITAMENTE REDUTÍVEL AO PRINCÍPIO DA IDENTIDADE E NÃO CONTRADIÇÃO, TRAVE MESTRA DE TODO O PENSAMENTO, HUMANO, ANGÉLICO E DIVINO.

Porque é que a Santa Madre Igreja seria isenta deste princípio? Por Direito Divino? O princípio da identidade e não contradição É METAFÌSICAMENTE CONSTITUTIVO DO PENSAMENTO DIVINO.

A grande tragédia da nossa resistência católica, É A FALTA DE FÉ, e mesmo quando há Fé, A FALTA DE CARIDADE SOBRENATURAL, QUE DEVE IRRADIAR DA CABEÇA DO CORPO MÍSTICO PARA OS SEUS MEMBROS, COMO CAUSA EFICIENTE PRINCIPAL, CAUSA MERITÓRIA, CAUSA EXEMPLAR, CAUSA INSTRUMENTAL E CAUSA FINAL.

Os nossos resistentes, frequentemente, só pensam nos seus interesses pessoais, no seu prestígio social e humano, nas suas vaidades, nos seus caprichos, isto é, SÓ PENSAM EM TERMOS DE MUNDO; E JAMAIS NA DIGNIDADE INFINITA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, TÃO ABSOLUTAMENTE OFENDIDA PELA AMALDIÇOADA SEITA VATICANO 2.

Sim, a Santa Madre Igreja somos nós, não os membros mortos do Corpo Místico, mas os vivos, aqueles que possuem a Graça Santificante, e precisamente porque a possuem é mister que se constituam como um corpo de combate, porque só eles podem, pela Graça de Deus, com a Mediação de Maria Santíssima, fazer ressurgir a verdadeira Igreja Católica, Apostólica, Romana.     

Apenas quando houver um acordo substantivo, amplo, fundamentado e nutrido pelas virtudes Teologais e Morais, sobre a natureza essencialmente lógica do problema que enfrentamos, se poderão congregar forças para a restauração do Papado; o qual se revelará, ulteriormente, verdadeiro cimento da maior Unidade e da maior Caridade dos filhos de Deus.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 3 de Janeiro de 2017

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Novus Ordo Watch

Fátima e a Paixão da Igreja

Blondet & Friends

Il meglio di Maurizio Blondet unito alle sue raccomandazioni di lettura

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

FORO CATÓLICO

Unidad en la Verdad

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: