Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

QUANDO O JURAMENTO RELIGIOSO NÃO SIGNIFICA ABSOLUTAMENTE NADA

dantejohnxxiii

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Escutemos o Papa Leão XIII, em excertos da sua encíclica “Humanum Genus”, promulgada em 20 de Abril de 1884:

«Contudo, julgando conveniente ao nosso ministério indicar-vos alguns dos meios mais oportunos, a primeira coisa a fazer É DESMASCARAR A SEITA MAÇÓNICA de suas falsas aparências, e manifestar o que realmente é, ensinando aos povos, de viva voz, e com cartas pastorais, os artifícios dessas sociedades para abrandar e aliciar, e a perversidade das doutrinas e a desonestidade das obras.  Como declararam mais vezes os nossos predecessores, todos os que cuidam da Profissão Católica e da sua salvação, NUNCA PENSEM EM PODER INSCREVER-SE, SEM CULPA, NA SEITA MAÇÓNICA. Ninguém se deixe iludir pela honestidade simulada; com efeito, pode muito bem parecer a alguém que os maçons não imponham nada de abertamente contrário à Fé e à moral; mas, por serem essencialmente malvadas a finalidade e a natureza de tais seitas, nunca pode ser lícito inscrever-se nelas, nem ajudá-las de qualquer forma.

Em segundo lugar, é necessário transmitir ao povo, com frequentes discursos e exortações, o amor e o zelo na instrução religiosa; para isso recomendamos encarecidamente, que se expliquem com reciocínios oportunos, pelas palavras e os escritos, os princípios fundamentais daquelas verdades santíssimas nas quais consiste a Sabedoria Cristã.

A finalidade disso é curar as mentes com a instrução, e premuni-las contra as múltiplas formas de erro e os vários aliciamentos dos vícios, especialmente nesta grande licença de escrever e insaciável avidez de aprender.(…)

Também sabemos que os nossos esforços não serão suficientes para erradicar esta semente perniciosa do campo do Senhor, se o Celeste Padroeiro da Vinha não nos socorrer ampla e abundantemente. Precisamos, pois, implorar com fervor ardente e ansioso, sua poderosa ajuda, proporcionada à gravidade do perigo e à grandeza da necessidade. Ensoberbecida pelos seus grandes sucessos, a maçonaria torna-se insolente, e parece não querer mais pôr limites à sua pertinácia. Em todos os lugares, como que unidos por entendimento iníquo e unidade oculta de propósitos, seus seguidores ajudam-se recìprocamente, e estimulam-se entre si a serem mais ousados no mal. A um assalto tão forte, deve-se opor defesa não menos vigorosa – QUEREMOS DIZER QUE TODOS OS BONS SE DEVEM UNIR NUM GRANDÍSSIMO ENTENDIMENTO DE ACÇÃO E ORAÇÃO. Portanto, pedimos-lhes duas coisas: A primeira, que unânimes e de fileiras cerradas, com pé firme, resistam ao ímpeto crescente das seitas; a segunda, que levantando, com muitos gemidos, as mãos suplicantes a Deus, implorem insistentemente que o cristianismo prospere e cresça vigoroso; que a Santa Igreja obtenha a liberdade necessária; que os transviados voltem à saúde; que os erros dêem lugar à verdade e os vícios à virtude.» joao-xxiii-bronze

 

Uma das maiores misérias humanas, decorrentes do pecado original, é o culto das aparências sem conteúdo, dos rituais sem forma substancial, do verbo exterior privado do correspondente significado e intenção. Desde sempre as sociedades viveram nesta base, nesta ilusão; e a tal ponto, que os Profetas Bíblicos, nos seus Divinos oráculos, proclamaram clamorosamente o anátema do Senhor contra os que honram a Deus com os lábios e num pendor social, mas cujos corações estão muito longe d’Aquele que fingem adorar. O próprio Nosso Senhor Jesus Cristo, n’O Qual encarna o zénite da Revelação, pronunciou a Sua mais vigorosa e veemente condenação, precisamente contra os fariseus hipócritas, e não contra os adúlteros.

Mesmo a maçonaria internacional, na sua obra de destruição do catolicismo, não duvidou mascarar os seus mais torpes desígnios com a nomenclatura e as referências culturais cristãs.

Evidentemente que a Fé Católica, e a Santa Madre Igreja sua depositária por Direito Divino, possuem, necessàriamente, carácter social; o próprio Direito Canónico possui como objectivo constituir e conservar o ordenamento jurídico-social exterior da Mãe Igreja. Todavia a essência Sobrenatural da Fé Católica ultrapassa infinitamente as estruturas terrenas da sua face humana. Exactamente por isso é que a Pessoa Moral de Direito Divino permanece intangível – NA SUA UNIDADE, INDEFECTIBILIDADE E INFALIBILIDADE – perante as usurpações de que foi vítima a sua mesma face humana.

A grande tragédia do povo baptizado, ao longo dos séculos, e em todas as latitudes, reside na incapacidade quase total de se elevar da organização eclesial, no que ela tem de humano, até aos mais excelsos horizontes Sobrenaturais, que constituem o Princípio e o Fim de toda a nossa peregrinação terrena. Tal igualmente explica a forma como a grande massa nem esboçou qualquer reacção perante a monstruosa implantação da maçonaria internacional nas estruturas materiais usurpadas da Santa Madre Igreja.

Vem isto a propósito da cerimónia de Juramento do novo Presidente dos Estados Unidos. O que se jurou ali? A que Deus se referiu?  

É conhecido como após o apogeu da Escolástica, fundamentalmente do Tomismo, logo no seguiu um período de dissolução, de desintegração. Marsílio de Pádua (1270-1343) foi um verdadeiro laicista medieval; concebia a Santa Igreja em moldes estritamente humanos, embora lhe reconhecesse, vagamente, origem Divina; negava à mesma Igreja toda a autoridade exterior, mesmo na ordem espiritual, afirmando a origem popular de todo o poder político e religioso.

À MEDIDA QUE AS CONCEPÇÕES TEOLÓGICAS MEDIEVAIS SE OBLITERAVAM, SUBVERTIA-SE PARALELAMENTE O SENTIDO PROFUNDO DE DEUS E DA ORDEM SOBRENATURAL; A DENOMINADA REFORMA CONSTITUIU A PRIMEIRA GRANDE EXPLOSÃO DESSE NOVO ESPÍRITO; A REVOLUÇÃO DE 1789 CONSUBSTANCIOU A SEGUNDA EXPLOSÃO; A REVOLUÇÃO COMUNISTA A TERCEIRA. A SÍNTESE FINAL DE TODAS ESTAS REVOLUÇÕES, E QUE A TODAS SUPEROU EM SATANISMO – FOI O DANADO CONCÍLIO VATICANO 2.

Neste quadro conceptual, o ponto fundamental que pretendo abordar É A CORRUPÇÃO PROGRESSIVA DO CONCEITO DE DEUS!

Efectivamente, o “deus” de Lutero é que não é o verdadeiro Deus Católico. O estilhaçar da pregressa unidade na multiplicidade das seitas, ao longo dos séculos, mais não conseguiu senão pulverizar qualquer recordação de Ordem Sobrenatural, com graves consequências na Ordem Natural. O deísmo, o cartesianismo, o espinosismo, o modernismo, constituem lógico corolário desta trágica evolução. Porque todos estes “ismos” possuem em comum algo de essencial: A LIQUIDAÇÃO DA RECTA CONCEPÇÃO DE DEUS, E O COROLÁRIO DA DESTRUIÇÃO DA ORDEM SOBRENATURAL, COM GRAVE LESÃO DA ORDEM NATURAL.

Consequentemente, o juramento da tomada de posse do novo Presidente Americano, como aliás de todos no passado, foi realizado em nome de uma sombra totalmente indeterminada, confrangedoramente cega e aniquilantemente estéril; exactamente como o foram as nunca suficientemente amaldiçoadas cerimónias ecuménicas de Assis. Porque o princípio base do protestantismo, e logo do modernismo, é precisamente que cada um projecte a sombra “divina” a seu modo e segundo o seu capricho; e só deste modo enriquecerá a sociedade e a cultura.

Porque qualquer alma que deixe penetrar em si os princípios do mundo, perderá, na mesma proporção, o recto conceito de Deus, subvertendo toda a Santíssima Religião.

Se alguém defende, como é o caso de Ratzinger, que a “fé” para ser fé deve acolher uma face de dúvida, para que assim assimile ambas as vertentes do problema, quem afirma isso, É, NO MÍNIMO, PROFUNDAMENTE AGNÓSTICO, SENÃO MESMO ATEU; MAS ESSE É O REINO DO VATICANO 2.

Um juramento deste tipo, no plano pseudo-religioso, não compromete ninguém a nada, como pode, aliás, comprometer a tudo – POIS A INDETERMINAÇÃO, COMO AFIRMÁMOS, É TOTAL!

No plano político-constitucional, é conhecido como dentro da democracia, nomeadamente da americana, cabe quase tudo, incluindo a falsificação do verdadeiro E MAIS PROFUNDO sentir da sociedade civil, mediante o cancro da plutocracia e dos lobbies. Se há um “deus” na América, este é com certeza – O DINHEIRO!

Exactamente aqui cabe a explicação do facto do laicismo proibir terminantemente, nos países de antiga Tradição Católica, o juramento religioso para cargos públicos, ao passo que ele se mantém nos países protestantes, precisamente PORQUE O “deus” PROTESTANTE NÃO É O VERDADEIRO DEUS CATÓLICO.

Os Estados Unidos da América foram constituídos pelo protestantismo e pela maçonaria, a qual é como que o braço político-estratégico do primeiro. O materialismo americano é, por vezes, mais torpe e mais amargo, até, do que o materialismo comunista, pois este último, pelo menos em teoria, não subordina a saúde pública às negociatas desreguladas dos privados.

O bom católico, por mais anti-comunista e anti-socialista que seja, e deve sê-lo, jamais deve olvidar os crimes do capitalismo liberal, e fundamentalmente deverá recordar-se que esses dois infernais materialismos são consequência do protestantismo.

O grande abismo, moral, social, político e económico, para que o mundo caminha, e em que já está parcialmente imerso, segundo a observação dos mais lúcidos, mesmo não-católicos, é em grande parte consequência do Vaticano 2 e do ABORTO ESPIRITUAL QUE ESTE DELIBERADAMENTE PROVOCOU. Grande parte dos males já causados SÃO IRREVERSÍVEIS. Todavia, sabemos que o imenso mal que há no mundo, não é querido por Deus Nosso Senhor em si mesmo, mas sòmente integrado na IDEIA ETERNA E GLOBAL DO MUNDO QUE DEUS QUIS, EFECTIVAMENTE, CRIAR. O MAL DO MUNDO SÓ PODE SERVIR, E SERVE REALMENTE, PARA A EXALTAÇÃO SOBERANA DO BEM, E CONSEQUENTEMENTE DA GLÓRIA DE DEUS, A QUAL SE OBTÉM IGUALMENTE COM A EXEMPLAR PUNIÇÃO DOS MAUS, MESMO NESTE MUNDO.

Neste quadro conceptual, nunca olvidemos que só levaremos deste mundo para a Eternidade os BENS SOBRENATURAIS que houvermos acolhido e acalentado – MAIS NADA! Porque neste paupérrimo mundo só possuem verdadeiro resplendor as riquezas que nos levarem a participar eternamente da Intimidade da Sagrada Família, A Qual é absolutamente indissociável da Família da Santíssima Trindade.           

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Lisboa, 23 de Janeiro de 2017

Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral

Anúncios

6 Respostas para “QUANDO O JURAMENTO RELIGIOSO NÃO SIGNIFICA ABSOLUTAMENTE NADA

  1. Thiago fevereiro 3, 2017 às 2:35 pm

    Sabe o que me dá um ódio danado? É ver pessoas que assumiram sua responsabilade perante Deus, pisotearem e cuspirem a honra de Nosso Senhor Jesus Cristo ou de Nossa Senhora. Tem “freira” dizendo por aí que Nossa Senhora não era virgem. Só falta o “papa” Francisco se pronunciar em defesa da madre progressista.

    Ai como eu detesto ouvir afirmações basfemas e hereges de quem deveria, por dever cristão, defender a honra de Deus, de sua Mãe e da Santa Igreja.

    obs. Podemos aceitar as revelações do padre Gobbi sobre o Apocalipse? A “pantera negra” seria a Maçonaria e a besta “semelhante ao cordeiro” a Maçonaria eclesiástica?

    Obs2. Liberalismo e Comunismo são as faces da mesma moeda, ou seja, do Materialismo.

    • henrique fevereiro 3, 2017 às 11:26 pm

      Exatamente, duas faces da mesma moeda materialista. Porque são materialistas, não enxergam nada além deste mundo. Não vendo nada além deste mundo, o sentido da vida só se pode dar no seu máximo aproveitamento aqui e agora, o que implica a necessidade de bens materiais.

      Penso, aliás, que a revolução científica e industrial da idade moderna, geradora da abundância material que desfrutamos hoje, não poderia ter surgido senão numa sociedade já muito descristianizada. Não que o homem cristão não ame o conhecimento da natureza e o alívio dos sofrimentos corporais dos semelhantes, ao contrário: vê na natureza um reflexo de Deus, e a contribuição cristã no auxílio dos pobres e doentes não tem paralelo. Mas o cristão coloca a ciência e a técnica nos seus devidos lugares.

      Ao cristão, a ciência e a técnica servem para auxiliar as necessidades materiais básicas do homem. E nada mais. Atingido este fim, saciada a fome, curado o doente, o cristão cessa de investigar e inventar coisas.

      Já o homem moderno não consegue parar de investigar e inventar, pois é isso que produz a abundância material que alimenta sua alma inquieta de ateu, que se vê condenado a viver esta vida, e depois morrer, e depois vem o nada. Não é o auxílio dos seus semelhantes que o move. Esse acontece por acidente.

      Veja como o homem moderno se ufana da imensa riqueza, das bilhões de toneladas de alimentos produzidos graças à técnica mais refinada… e ainda há gente na maior miséria. Se ufana de prolongar a vida até depois dos cem anos… mas não sabe o que fazer com tanto tempo, e acaba no suicídio e na eutanásia. Se ufana de ter ido à Lua, e de poder ir a Marte, e de poder colonizar esses locais… enquanto aqui na Terra há espaço mais que de sobra. Se ufana de tentar contato com civilizações extraterrestres… mas não consegue se relacionar com seus próprios semelhantes.

      Voltando à economia, capitaismo e comunismo só diveregem quanto ao modo pelo qual o homem alcança a abundância material. Um acha que é pelo livre mercado, o outro pela coletivização. Mas no fim das contas ambos são ateus, e devem ser repelidos pelo cristão.

  2. henrique fevereiro 4, 2017 às 12:10 am

    “Uma das maiores misérias humanas, decorrentes do pecado original, é o culto das aparências sem conteúdo, dos rituais sem forma substancial, do verbo exterior privado do correspondente significado e intenção.”

    A propósito: não é exagerada a preocupação dos tradicionalistas com a liturgia? Parece que uma vez reinstituída a liturgia antiga a Igreja renasceria, como por mágica. Não estão eles esquecendo de algo que vem antes da liturgia? De algo cuja perda é justamente a causa das mudanças na liturgia, da mudança nos costumes, e causa do próprio Concílio Vaticano II? E que reinstituir a liturgia, e desautorizar o Concílio Vaticano II, não vai fazer aquilo retornar, assim como montar uma réplica de rádio feita de papelão não fará com que ele toque música?

    • Alberto Cabral fevereiro 4, 2017 às 7:33 pm

      Tem toda a razão. A Liturgia Tradicional está para o corpo, como o Dogma, A Moral e a sã filosofia estão para a alma. Não tem qualquer sentido o combate pela Liturgia Tradicional esquecendo o seu absoluto fundamento Doutrinal. Quem assim procede é fariseu.
      Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral – Lisboa

  3. Thiago fevereiro 4, 2017 às 8:26 pm

    Verdade Henrique,

    Civilização Moderna é atéia, seja liberal ou comunista (sendo esta última a mais brutal de todas “lo dragon rojo”). Já estava predito em La Salette que o Vaticano se tornaria a sede do anticristo. No meu entender, tudo que veio depois de Pio XII deve ser anulado. Acredito que isto possa acontecer, mas somente depois do grande castigo em sua dimensão física. Nosso Senhor deu cem anos ao Rei de França para consagrar sua nação ao Imaculado Coração de Jesus, este não O ouviu e a consequência foi a revolução e a demolição do Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo em todos os países católicos. Os Papas não Consagraram a Rússia conjuntamente com todos os bispos de todos mundo, veio o martírio simbólico do Papa, de Pedro, da Pedra Angular do Papado – a apostasia revolucionária de sotana e mitra. Nos resta ainda o castigo físico, onde muitas nações desaparecerão da terra, onde a Rússia será o instrumento da ira de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blondet & Friends

Il meglio di Maurizio Blondet unito alle sue raccomandazioni di lettura

AMOR DE LA VERDAD

que preserva de las seducciones del error” (II Tesal. II-10).

Pro Roma Mariana

Fátima e a Paixão da Igreja

Radio Spada

Radio Spada - Tagliente ma puntuale

Catholic Pictures

Handmaid of Hallowedground

Hallowedground

Traditional Catholic Visualism

Acies Ordinata

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará"

RADIO CRISTIANDAD

La Voz de la Tradición Católica

%d blogueiros gostam disto: